Mesmo após boa vitória sobre o Chievo, o milanista deve adotar a CAU-TE-LA

Deixei vocês saborearem um pouco o doce sabor dessa vitória, que há mais de um mês nós desejávamos com tanto fervor e tanta vontade, antes de escrever alguma coisa sobre a partida de ontem e a atuação do Diavolo no Marc'Antonio Bentegodi. E fiz isso por dois motivos muito simples e de uma lógica Vulcana irrepreensível. Primeiro para deixar a emoção dar aquela curtida boa e segundo, e mais importante do que a anterior, por que eu vou RECLAMAR e pedir, mais uma vez, CAU-TE-LA na hora da empolgação.


Para quem perdeu o jogo ou mesmo não acreditou que aquele ali de camisa branca era o Milan, de verdade, aqui um pequeno resumo da peleja



Pois, gente, eu também duvidei que estava vendo o jogo certo. Quer dizer, na verdade eu achei que a televisão tivesse mudado de canal sozinha a partir dos 30 minutos de jogo, quando Suso fez o SusoGOL® e do gol contra de Cesar. Dali em diante o Chievo simplesmente entregou a paçoca e o que vimos foi um belo coletivo com direito a música dos Trapalhões para Kessie no gol de desconto dos Burros Voadores anotado por Birsa. O Milan voltou a jogar e algumas peças se encontraram mais a vontade depois da porteira aberta pelo amante latino da camisa 8 rossonera, com exceção de Romagnoli, Donnarumma, Borini e Rodriguez, que foram bem a partida inteira.


Divulgação/acmilan.com
Divulgação/acmilan.com

OH canhoto maravilhoso


Pronto, joguei um gostinho doce na boca, chamei vocês para a armadilha e agora, xeque-mate. HORA DE RECLAMAR111!!!11!!


Temos que concordar que vencer o Chievo não é nenhuma prova de fogo ou teste de iniciação. O time amarelo de Verona nunca foi uma potência e vem sobrevivendo na Serie A graças a outros times mais incompetentes como Cesena, Frosinone e Pescara, por exemplo. Claro que a falta de vitórias faz um resultado desses parecer que tudo está resolvido, assim como aconteceu na 1ª rodada contra o Crotone ou mesmo na fase eliminatória da UEL contra o Shkëndija, por exemplo, quando o time jogou lindamente bem. Pés no chão, por favor, antes de começar a dizer que o Milan voltou e a crise acabou. Se você viu a partida toda reparou que até o gol de Suso ser anotado, esse time do Montella estava jogando de igual para igual com o Chievo, ou seja, mal para caceta.


Getty Images
Getty Images

Exato momento em que Montella agradece a Suso por ter salvo seu emprego por mais uma semana


Além disso, alguns jogadores continuam atuando bem abaixo do que se espera deles, apesar de alguns terem balançado as redes ontem. Sim, estou falando de Hakan (ou Tcha-Tcha), Kalinic e Biglia , onde os dois primeiros foram completamente inúteis durante o primeiro tempo inteiro, enquanto o regista argentino não jogou nada a partida inteira. Já na segunda etapa, com a equipe comandada por Maran já espatifada na lona que eles resolveram jogar, enquanto Locatelli entrou na vaga de Biglia e acelerou o ritmo da partida.


O resultado foi lindo, necessário e maravilhoso, só não podemos nos empolgar demais após um empate com o Genoa e uma vitória contra o Chievo Verona, não é, meu povo e minha pova. Sábado teremos a Juventus pela frente e aí sim veremos se Montella arrumou mesmo a bagunça ou se tivemos apenas um soluço de bom futebol.


- Curtinhas - 


Pessoalmente espero que essa vitória tenha colocado o trem milanista de volta aos trilhos.


Davide Calabria, após a pancada na cabeça sofrida no final do jogo, fez diversos exames e já foi liberado do hospital. De acordo com os jornalistas italianos o camisa 2 do Milan não corre risco sério, mas deve ficar sob observação por até 48 horas e, logicamente, está fora da partida contra a Juventus.


Que partidaça fez o Romagnoli ontem, minha gente, e que bela surpresa o bom rendimento de Ricardo Rodriguez naquele setor esquerdo.