Sem criatividade, Mancini é o novo treinador do Vitória

Dando seguimento ao seu planejamento para o ano de 2017(ironia mode on), o Vitória noticia o seu quarto treinador na temporada. O anúncio da vez é Vagner Mancini, técnico que deixou o clube em agosto de 2016 bastante criticado pela torcida.


A falta de criatividade é tanta que o Vitória contratou um técnico para fugir do rebaixamento em 2017 e que no ano anterior (2016) foi demitido para que o clube não fosse rebaixado. Aquela altura, o Vitória já estava na zona de descenso.


GAZETA PRESS
GAZETA PRESS

Treinador chega com a missão de salvar o clube de mais um descenso.


O novo treinador chega a um Vitória completamente diferente do que deixou. O clube vive uma das maiores crises políticas da sua história, a qual levou o presidente eleito, Ivã de Almeida, a pedir afastamento do cargo. Petkovic, diretor de futebol, foi demitido após dois meses no cargo. Diversos jogadores estão sendo dispensados ou afastados do elenco.


Com 22 jogos a disputar, o maior desafio agora é tirar o clube do buraco. A equipe possui a pior defesa do Campeonato Brasileiro, acumula quatro derrotas seguidas, não vence no Barradão há mais de 40 dias e tem a pior campanha como mandante da competição. Estatisticamente o Vitória caminha a passos largos para a Série B.


A chegada de Mancini mostra que a diretoria nunca teve, de fato, um projeto de futebol. São quatro treinadores com perfis completamente diferentes no ano. Vejo a contratação de Mancini como o último suspiro do clube para salvar a temporada e diminuir os erros da diretoria.


Que a sorte esteja do nosso lado e que Mancini reveja seus conceitos, controle os egos e consiga blindar os jogadores dessa disputa política que vem dividindo o clube.


SRN!


Me siga no twitter!