O desafio de Petkovic à frente do Vitória

O Vitória de Petkovic começou a aparecer. Na partida realizada na Arena 51, Vitória e Corinthians fizeram uma partida de muita posse de bola e sem grandes chances para nenhum dos dois lados - fora o gol corinthiano. Mas a derrota trouxe uma ponta de esperança no Vitória.


Walmir Cirne/Coofiav/Gazeta Press
Walmir Cirne/Coofiav/Gazeta Press

David tentou mas não evitou a derrota rubro negra


No segundo jogo com o novo treinador, o Vitória fez sua melhor partida taticamente falando. É pouco? É, mas mostra como perdemos tempo insistindo no futebol medíocre apresentado nos primeiros meses do ano.


Bem postado em campo, o Leão abandonou o famoso "chutão" para trabalhar mais a bola. A equipe rodava a pelota de um lado para outro, mas ainda sem objetividade. Quando avançava com mais propriedade, faltava qualidade no último passe.


Como se não bastasse a falta de qualidade do elenco, Pet ainda precisou lidar com 6 titulares entregues ao departamento médico. Acredito que a volta de Patric, André Lima, Kieza e Kanu trarão mais qualidade a equipe. A ausência de um matador foi crucial na partida contra o Corinthians. Rafaelson teve a grande chance para partir de frente com Cássio, pisou no freio e esperou a marcação chegar. O menino estava bem no papel de pivô, mas faltou agressividade para decidir.


Eduardo Valente/FramePhoto/Gazeta Press
Eduardo Valente/FramePhoto/Gazeta Press

Titular absoluto, Cleiton Xavier ainda não se encontrou no Vitória


A primeira parte do desafio que Petkovic terá pela frente ele já sabe.


Se a direção do clube não consegue reforçar a equipe com jogadores de qualidade, Pet terá que apostar na força coletiva para vencer as partidas. A marcação por zona na partida contra o Corinthians fez crescer o futebol de Salino, Uilian Correia e Geferson, principalmente na parte defensiva.


Falta ainda tornar mais rápida a transição de bola da defesa pro ataque e ser mais agressivo para decidir a jogada. A equipe parece com medo de chutar a gol.


A deficiência no último passe passa por Cleiton Xavier, que precisa se encontrar de vez no clube. Desde que chegou, o ex-palmeirense parece sonolento em campo, destoando da maioria dos atletas. Não duvido que perca a posição nas próximas rodadas.


Dejan Petkovic terá a missão de implantar a sua filosofia de jogo com um Vitória diferente a cada rodada. E o próximo desafio é logo ali contra o Coritiba e não temos tempo a perder. VAMO GANHAR NEGÔ!!


SRN!


Me siga no twitter!