Copa do Nordeste: Vitória desperdiçou a chance de golear o Bahia

Primeiramente, vamos aos números: 2 BAVIs vencidos de 7 a disputar no ano - 100% em 2017 frente ao rival.


O Vitória perdeu uma grande chance de golear o Bahia no Santuário do Barradão na noite desta quinta-feira. 


O Leão venceu de virada, com gols de Euller e André Lima; Edson descontou para o Bahia.


A partida realizada pelas semifinais da Copa do Nordeste teve de tudo: expulsão, lesão, empurra-empurra, erro da arbitragem, apagão e chances para os dois lados. 


Agora a decisão ficou para Arena 51. A disputa tá mais aberta do que nunca.


Edson Ruiz/Coofiav/Gazeta Press
Edson Ruiz/Coofiav/Gazeta Press

Euller comemora o primeiro gol do Leão no clássico


DEFESA RUBRO-NEGRA


Parece ser a nossa pá de cal. Escrevi aqui ano passado o quanto a defesa do Vitória sabotava a equipe no Brasileiro de 2016. Argel foi contratado justamente por saber montar bons ferrolhos defensivos. Não adiantou. Nem Argel e seu argelismo vem dando jeito. A defesa formada por Patric, Fred, Karnu e Gerferson (PLMDDS!) continua falhando miseravelmente e quase entrega o ouro ontem. Allione, por duas vezes, e Edgar Junio tiveram a chance de complicar as coisas pro Leão. 


O gol do rival foi ridículo. Na câmera atrás do gol percebe-se claramente que Edson, melhor jogador na bola área, caminha sozinho para estufar as redes. Não dá pra continuar assim.


EXPULSÕES E ERROS DA ARBITRAGEM


O primeiro a merecer a expulsão foi Hernane. O atleta do rival entrou de forma maldosa em David. A entrada foi tão forte que o centroavante do Bahia se machucou e ficará fora por 3 meses. Aqui fica o primeiro erro da arbitragem que somente advertiu Hernane com cartão amarelo.


Após a saída do centroavante tricolor, Gustavo foi a campo. Em 3 minutos o atleta conseguiu ser expulso ao dar entrada em Kanu, com direito a cotovelada. Não achei tão forte que merecesse a expulsão. Aqui fica o segundo erro da arbitragem.


Argel, Guto Ferreira e Feijão mereciam ser expulsos na confusão após a expulsão de Gustavo. Aqui fica o terceiro erro da arbitragem.


Já pelo fim do primeiro tempo, Edson e Kanu mereciam ser expulsos. Ambos trocaram cotoveladas na frente do árbitro, que afrouxou. Aqui fica o quarto erro da arbitragem.


A atuação do dignissimo Caio Max Augusto Vieira foi reprovada por todos.


OBS: Todo esse rebuliço é para ofuscar a caneta que o menino David aplicou ontem. Tô de olho.


DESCONTROLE EMOCIONAL


Edson Ruiz/Coofiav/Gazeta Press
Edson Ruiz/Coofiav/Gazeta Press

William Farias foi o dono do meio campo do Leão


Inaceitável que um time composto por atletas experientes como Fernando Miguel, Patric, Wiliam Farias, Cleiton Xavier, André Lima e outros possa demonstrar tanto descontrole emocional. Após ficar na vantagem numérica em campo, o Leão foi pra cima completamente desorganizado. Parecia que faltavam 2 minutos pro fim do jogo quando na verdade faltavam 60. Excesso de cruzamentos na área prejudicou a ofensiva da equipe. Sorte nossa que o empate veio ainda no primeiro tempo em uma falha ridícula do mini-goleiro Jean. Que ele continue assim nos próximos BAVIs.


GUTO PERDE, MAS FOI MELHOR QUE ARGEL


Mais uma vez o treinador do Bahia saiu derrotado, mas mostrou taticamente que tem mais recursos que Argel. Levou o gol e mudou o estilo de jogo da sua equipe, levando perigo à desastrosa zaga do Vitória. Sorte nossa que ele possui atletas como Allione e Edgar Junio. Já Argel recuou o time e ficou mais preocupado em não levar o empate do que matar o jogo. Uma pena.


Em resumo, o Vitória tinha todas as cartas para golear o rival e ir tranquilo para domingo. Mas não. Com a torcida 100% a favor, jogou pouco e venceu pela vantagem mínima, deixando tudo aberto para o confronto na Arena 51.


VAMO GANHAR NEGÔ!


SRN


Me siga no twitter!