Milton Mendes seria uma opção acertada do Vasco

Gazeta Press
Gazeta Press

Para quem preferia a vinda do 'Pofexô' Luxa, resta se contentar com o estilo 'terno à beira do campo' de Mendes


O nome ainda não foi confirmado, mas a imprensa crava aos quatro ventos que Milton Mendes será o substituto do Cristóvão Borges no comando técnico do Vasco. Seria um segundo acerto em dois dias. O primeiro, claro, a demissão de um treinador que, a princípio, nem deveria ter vindo.


Me surpreendeu a demissão do Cristóvão, não por que ele não merecesse, mas porque Eurico Miranda deixou claro que prestigiava o treinador e porque o próprio Cristóvão não dava a menor indicação de que tomaria a atitude de se demitir (tomar atitudes não parece ser muito a dele, né?). De qualquer forma, a vinda de Mendes, dentro das possibilidades, pode ser considerada promissora.


Ex-jogador do Vasco (entre 84 e 87), responsável por equipes com um padrão técnico bem definido e – talvez mais importante no momento – dentro da realidade financeira do clube, Mendes tem a seu favor também ser mais um profissional agenciado por Carlos Leite. Essas características dão respaldo à contratação. Os bons trabalhos com Altético-PR e Santa Cruz também são motivos para acreditar que pode ter uma boa sequência na Colina.


Mas, claro, nem tudo é perfeito. De personalidade forte, Mendes tem um perfil centralizador e as vezes autoritário. Sua boa passagem pelo Santinha terminou com problemas extracampo, desentendimentos com a comissão técnica e a diretoria. Se não souber lidar com o clã Miranda e com os “líderes” do grupo (leia-se Rodrigo, o representante da diretoria no elenco), pode ter problemas.


Ainda assim, confirmada sua vinda, terá sido mais uma boa escolha da diretoria, que há algum tempo evita os medalhões e escolhe treinadores que ainda buscam um espaço no grupo dos técnicos consagrados do país. Para Mendes, é a primeira oportunidade num dos grandes clubes do Brasil, o que pode catapultar de vez sua carreira. Se for mais maleável que nos outros times que treinou, pode ter sucesso antes de sucumbir aos problemas internos.