Dier na mira do Manchester United: o torcedor do Tottenham deve se preocupar?

Há algum tempo a especulação de que Eric Dier é cobiçado por José Mourinho roda pelos noticiários mundo afora, mas nos últimos dias a história tomou força e forma. De acordo com inúmeras fontes, o Manchester United está mais do que disposto a desembolsar até £50 milhões para tirar o jovem inglês do White Hart Lane.


O ressurreição da notícia pode ser consequência da novela de Mourinho com Nemanja Matic, que esfriou nas últimas semanas. Além disso, o sérvio é mais velho e titular absoluto do Chelsea, então tirá-lo das mãos de Antonio Conte pode ser uma tarefa ainda mais difícil e menos proveitosa do que negociar com Daniel Levy.


Acontece que Dier é um dos ícones do elenco dos Spurs, peça fundamental no elenco do time e está entre os jogadores mais queridos pela torcida e comissão técnica desde que chegou em 2014. Diante de tudo isso, então, devemos nos preocupar em perdê-lo para o United?


Getty Images
Getty Images

O grande defensor dos Spurs pode tentar dar um passo importante na carreira ainda nesta janela



A resposta, infelizmente, é sim. É claro que não precisamos perder a cabeça, é claro, pois sabemos que Levy tem casca grossa, que o Tottenham não pode se dar ao luxo de perder um jogador tão importante para um concorrente direto e que o atleta em questão definitivamente não está à venda, mas podemos perder a cabeça por causa de um detalhe valioso: Eric é torcedor dos Red Devils.


Não houve entrevista na qual Dier deixou de citar Beckham como seu maior ídolo do futebol, com Scholes e Roy Keane correndo por fora, nem oportunidade desperdiçada de citar o Old Trafford como seu estádio favorito para away days. As mais de dez camisas vermelhas de várias épocas que o garoto tem em sua coleção também falam por si.


Em 2010, ainda jogando pelo Sporting de Lisboa, o defensor comentou: "[O Manchester United] é o meu time de infância. É claro que se uma oferta chegasse hoje, eu não sei se aceitaria porque não acho que seja a hora certa, ainda não me sinto pronto, mas se eu estiver estabelecido no time titular aqui (Sporting) ou em outro lugar e me sentisse pronto, será muito difícil de recusar."



Curta o One Hotspur no Facebook



Pois bem. Dier pode não ser titular absoluto do time de Pochettino, mas é o maior trunfo do setor defensivo da equipe e já é um dos pilares da renovada seleção inglesa. O garoto de 23 anos certamente já se sente mais preparado para um passo como esse do que quando tinha 16.


Lucas Sposito, jornalista do Sport Witness e do Old Trafford Brasil, diz como o atleta poderia mudar o panorama da equipe mancuniana: “Após contratar um zagueiro e um atacante, a prioridade de José Mourinho passa a ser um volante. A falta de um jogador da posição fez com que Ander Herrera tivesse sido usado ali pela maior parte da temporada, e apesar de ter feito um bom trabalho, o espanhol rende melhor quando jogando mais solto”, declarou. “Dier daria liberdade para Herrera e Pogba ficarem mais à vontade e exercer suas características mais fortes. O inglês seria a longo prazo um bom substituto para Michael Carrick, que coincidentemente também chegou de White Hart Lane.”


Isso significa que Eric vai embora? Não necessariamente. Se o volante Bakayoko, por exemplo, for contratado pelo Chelsea, Matic não estará mais tão assegurado em sua posição e pode tentar novos ares em Manchester. Ou, vai saber, Mourinho encontre uma opção tão boa quanto por um preço mais acessível em outro lugar. As variáveis são incontáveis, mas se uma proposta realmente chegar na mesa, o garoto estará bem propenso a se mudar para o Old Trafford.


Nada disso anula o gigante carinho que o volante mais do que explicitamente tem pelos Spurs e seus companheiros de equipe, aliás, mas é difícil argumentar com o coração (e com 60 milhões de libras, e com um salário dobrado ou triplicado, e com a titularidade no maior time do país, e com ser tutorado por José Mourinho, e por aí vai).