Champions: Sevilla castiga Liverpool e mostra suas credenciais

Sevilla FC, site oficial
Sevilla FC, site oficial

Liverpool 2 x 2 Sevilla


Casta y coraje, como diz o hino. Foi assim que o Sevilla arrancou o empate hoje contra o Liverpool, na estreia do time andaluz na fase de grupos da Champions League 17-18. Muita raça, muita entrega, muita consciência. Um time equilibrado, que não se apavora e sabe compreender e ler os jogos.


Este Sevilla tem jogadores com mais de 90 partidas em competições Uefa, tem um elenco maduro e habituado a encarar qualquer tipo de cenário. Da mesma forma, a torcida. Os mil sevillistas foram muito mais ouvidos, em boa parte do jogo, do que os ingleses. Não se intimidaram com o ambiente. Levam para casa o 2 a 2. E Muriel ainda teve a chance do jogo, no finalzinho.


Ninguém ganha 5 títulos de Europa League à toa. O Sevilla mostrou por quais razões é reconhecido no futebol europeu. Reconhecido e respeitado. Sevilla Somos Nosotros. Na raça, bajo palos, o time soube se recompor de um primeiro tempo pouco inteligente. 


Uma das grandes virtudes que o Sevilla apresenta como participante de competições internacionais é a resiliência. A capacidade impressionante de se recuperar de situações adversas. O Sevilla jamais se entrega, não morre. O adversário, muitas vezes, fica como o Liverpool: sem entender o que aconteceu, por qual razão não levou a vitória para casa.


Hoje, mesmo depois de ser totalmente superado no primeiro tempo, com 2-1 contra, com Pizarro lesionado, Mercado amarelado e um pênalti contra, o time conseguiu se manter sereno e tirou forças sabe Deus de onde para reagir no segundo tempo. 


O Liverpool perdoou o Sevilla. Achou que tinha o jogo sob controle. Pagou caro. O Sevilla não costuma deixar barato esse tipo de cenário. Alguém sabe dizer como o Sevilla passou pelo Valencia, na semifinal da Europa League do 4º título? Lateral na área, último segundo, tabela aérea, de cabeça. Sem jogar nada. O Valencia teve chances de fazer mais, achava que era suficiente.


Não dá para deixar o Sevilla morto. Com um segundo tempo mais vibrante e com mais caráter, o Sevilla foi, a tumba abierta. Não precisava respeitar tanto, como no primeiro tempo. Arrancou o empate, quase fez o terceiro. Superou suas limitações físicas e técnicas.


Copeiro, copeiro, copeiro, o Sevilla. O Liverpool não aprendeu a lição. Sevilla Somos Nosotros. Um ponto na bagagem, atuação honrada e volta pra casa orgulhosa e com o dever cumprido. O Sevilla segue em sua trajetória vencedora.