Começa a temporada do Sevilla mais ambicioso da história

Getty Images
Getty Images

Pizjuán reformado para a temporada 17-18


Arranca la temporada del Sevilla más ambicioso de su historia. Após alguns amistosos e uma pré-temporada mais tranquila e segura que em outros anos, nos quais o clube perdia vários jogadores e não sabia muito bem com quem contar, o Sevilla mais caro e mais ambicioso de todos os tempos nasce. Sem alguns problemas recorrentes em anos anteriores e com enorme nível de motivação, o Sevilla vem a por todas.


O primeiro grande compromisso está claro: a fase prévia da Champions League, contra o turco Basaksehir. Embora teoricamente o Sevilla seja favorito, as experiências contra Braga, Fenerbahce, CSKA e Leicester mostram que o clube andaluz precisa encarar esta partida com uma seriedade ímpar.


Já bastante saudável financeiramente e com um reforço importante com as novas cotas de televisão (o Sevilla ganhou um aumento de mais de 20 milhões de euros para esta temporada), o clube não poupou esforços em montar um elenco diversificado e competitivo.


Com a política "el dinero en el campo", o clube realizou apostas fortes, como o retorno de Banega e Navas e as contratações de Muriel, Nolito,Kjaer, dentre outros. Jogadores relativamente caros para os padrões do clube e com a expectativa que possam render desde o início.


Com um elenco com forte e identificado com a torcida e um treinador bastante mais discreto que o anterior, se espera um Sevilla com mais cara de Sevilla, mais intenso e vertical, com menos posse de bola, ainda mais com o provável retorno de Carlos Bacca, caso o clube realmente confirme a classificação para a fase de grupos da Champions.


A torcida está empolgada e o clube sabe que este é o momento ideal para se consolidar na elite europeia. Classificando-se para a Champions pelo terceiro ano consecutivo, após ganhar 5 títulos de Europa League, 2 Copas do Rei e 2 Supercopas, todo o sevillismo aguarda que o melhor esteja mesmo ainda por chegar. 


Nadie podrá quitarnos la ilusión