Se Carlos Bacca voltar, Ganso pode deixar o Sevilla

Getty Images
Getty Images

Carlos Bacca: mais um ídolo perto de voltar


O Sevilla segue forte no mercado: depois de 7 contratações confirmadas, fala-se abertamente no retorno de Carlos Bacca. O atacante colombiano é um ídolo, uma vieja gloria do clube andaluz. Ganhou 2 títulos consecutivos de Europa League, marcando mais de 20 gols por temporada, sendo titular e com uma grande conexão com a torcida, especialmente os Biris.


Vendido ao Milan por 30 milhões de euros, Bacca passou 2 temporadas na Itália, entre momentos melhores e piores. Agora, está prestes a voltar. O Milan não parece fazer questão do jogador. Bacca, por sua vez, sonha com o retorno. Foi muito feliz no Sevilla. Morou na mesma casa de Luís Fabiano, a casa que tem uma piscina com o escudo do clube. É um ídolo, capaz de render desde o minuto 0.


O Sevilla fala abertamente no negócio. Oscar Arias não descartou a contratação, hoje, na apresentação de Kjaer. Disse que o negócio é possível, seria uma oportunidade de mercado. A imprensa espanhola comenta muito sobre o retorno, com direito até a uma interação entre o jornalista Roberto Arrocha e o próprio Bacca, na qual o colombiano "afirma" que voltaria ao clube.


O torcedor está muito empolgado com o possível negócio e com o elenco, especialmente pela mudança de postura do Sevilla no mercado. A grande diferença entre Arias e Monchi é que Arias está apostando em jogadores para rendimento imediato, sem adaptações. Com retornos como Navas, Banega e, possivelmente, Bacca, o Sevilla parece querer consolidar-se, em vez de ser um notável vendedor.


Apesar de toda a empolgação, o negócio pode representar a saída de um jogador que a torcida ainda acredita que possa vingar: Paulo Henrique Ganso. Como Bacca é um jogador extracomunitário, o Sevilla teria que se desfazer de Ganso ou Walter Montoya. A imprensa local diz que Ganso seria o escolhido, no caso da contratação de Bacca.


Resta esperar.