Inspiração de Tite, seleção de 82 tem mais craques que time atual?

Semana passada, durante palestra em evento da CBF, Tite voltou a elogiar a Seleção de 82. Além de ressaltar novamente que o time treinado por Telê Santana é inspiração para a equipe atual, mostrou vídeos da Copa em que o Brasil caiu frente à Itália.


O que muita gente fala é que o time jogava bonito, mas por causa dos grandes nomes que tinha à disposição. Transpor o esquema de 82 pra hoje faria sentido? Ainda mais quando muito se falou de um entressafra de talentos no Brasil. Que a seleção era Neymar e mais um bando. Será? Uma análise jogador a jogador, limpando a aura de nostalgia, mostra que a história não é bem essa.


Waldir Peres x Alisson


Waldir Peres chegou em 82 já com duas Copas do Mundo nas costas. Foi titular do São Paulo por uma década e é o goleiro com a menor média de gols sofridos na seleção (entre os que disputaram um mundial). Alisson jogou meia dúzia de jogos no Inter, mal joga na Roma, mas que homem.


Getty Images
Getty Images

O gol da seleção está em boas mão, braços , biceps e triceps



  • Resultado: Alisson


Leandro x Daniel Alves


Essa não tem muito o que discutir: Daniel Alves é o maior lateral direito da história do futebol brasileiro. O mais vitorioso. O mais bem vestido. Leandro até que jogava bola no Flamengo, mas, convenhamos, naquele time até eu fazia bonito.


Getty Images
Getty Images

A tranquilidade no olhar de quem nunca fugiu de concentração com o Renato Gaúcho



  • Resultado: Dani Alves


Luisinho x Marquinhos


No duelo dos zagueiros no diminutivo, temos um com atuação meramente regional (Luisinho teve uma breve passagem pelo Sporting, mas fez toda sua carreira em Minas Gerais) e outro que brilha NA CONSTELAÇÃO PSG. Marquinhos é o presente e o futuro da seleção, hoje já é melhor que o Luisinho. Mas pode ser ainda melhor.


Oscar x Miranda


Dois grandes defensores. Dois ídolos no São Paulo. Uma disputa difícil. Mas, enquanto Oscar tem apenas um título pelo tricolor, Miranda foi tricampeão.


Getty Images
Getty Images

E o 13 do Zagallo continua a aparecer: coincidência?



  • Resultado: Miranda e Marquinhos


Júnior x Marcelo


Júnior foi um grande lateral esquerdo, brilhou no futebol de praia e é um tiozinho maneiro. Mas não tem como dizer que jogou mais que o Marcelo. O cria do Flu desbancou Roberto Carlos na lista dos preferidos no Real Madrid. É titular do time merengue há 10 anos e está em vias de ganhar sua terceira Champions. Essa foi fácil.


Getty Images
Getty Images

O lateral Marcelo em momento de descontração faz cosplay de Abujamra



  • Resultado: Marcelo


Cerezo x Casemiro


Ainda é cedo para avaliar a carreira do Casemiro como um todo. Mas eu não vejo o eficiente Casemiro dando uma entregada igual àquela do Cerezo contra a Itália.


Falcão x Paulinho


O rei de Roma ou o imperador da China? Falcão era bola, é fato. Era um volante que chegava no ataque, tinha classe e jogava de cabeça erguida. Nesse sentido, Paulinho é uma evolução do Falcão. E bate faltas muito melhor.


Sócrates x Renato Augusto


Sócrates era um Renato Augusto que curtia uma cervejinha. Renato Augusto tem muito mais consciência tática e, se não tivesse sofrido tanto com lesões, seria um dos maiores do mundo. Pra comandar uma greve, eu escolheria o Sócrates, mas pra ser o maestro da meiuca do Brasil, R.A. sem dúvidas.


Getty Images
Getty Images

Talvez o melhor meio de campo da história do futebol mundial?



  • Resultado: Casemiro, Paulinho e Renato Augusto


Éder x Neymar


Pô, bicho. Essa nem tem graça.


Getty Images
Getty Images

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah



  • Resultado: Neymar


Zico x Philipe Coutinho


Tudo que envolve Zico ganha repercussão pelo tamanho que o Galinho tem na história do Flamengo. Mas a grande verdade é que Zico brilhou mesmo só no rubronegro. Coutinho é o brasileiro com mais gols na Premier League, além de somar golaços na seleção. E fala a verdade: você imagina o Coutinho indo SE ESCONDER no futebol japonês?


Getty Images
Getty Images

Em breve, uma dessas do Coutinho poderá ser vista em Anfield



  • Resultado: Coutinho


Serginho x Gabriel Jesus


O bad boy ou o bom garoto? Se na bola já fica fácil optar pelo Gabriel Jesus, no quesito comportamento a escolha é até mais tranquila. Eu quero um centroavante que meta gols e não fique se metendo em confusão.


Getty Images
Getty Images

Jesus sendo abençoado por outro profeta da bola



  • Resultado: Gabriel Jesus


Conclusão


Indubitavelmente, o time do Tite tem melhor material humano que o time de 82. Agora é esperar o técnico brasileiro usar esses craques da melhor maneira e não pipocar contra a Itália em 2018.