Ranking da FIFA: alguém ainda se importa com esses números?

As agências de classificação de risco são uma referência para a segurança de investimentos em todo o mundo. A gente não se cansa de ver elas pautando a mídia nacional (Brasil perdeu tantos pontos na Standard & Poor's; mercado em frenesi com rebaixamento da nota brasileira). O mais bizarro é que essas notas já falharam miseravelmente várias vezes. Por exemplo, no dia que o Lehman Brothers quebrou em 2008 ele tinha nota "A". 


Outro ranking que sempre gera discussão quando divulgado é o de Seleções da FIFA. Na última quinta, o Brasil voltou ao topo depois de um hiato de quase 7 anos. Mas, realmente, alguém se importa?


Getty Images
Getty Images

'Investe metade na classificação da Argentina e o resto em ações da Mesbla'


Pra começo de conversa, a fórmula pra definir a ordem no ranking é pra lá de rocambolesca. Pode ser fácil de entender para os PhDs em física quântica da FIFA, mas pra quem é de humanas fica bem complicado. O Bertozzi explicou como funciona aqui, mas eu nem recomendo tentar entender. É mais confusa que as fórmulas do Campeonato Carioca. 


E se você fosse nortear seus investimentos no ranking da FIFA, sua chance de sucesso seria a mesma do que usar como referência as agências de classificação de risco. Que tal botar toda sua grana na destroçada Argentina (2ª no ranking) contra a Espanha (10ª), que vem de vitória sobre a França? E uma aposta no Egito (19ª) contra a Suécia (33ª)? 


Não parece o melhor guia de investimento a seguir...


E sabe qual foi a última vez que o Brasil esteve no topo? Com aquela seleção sem vergonha do Dunga em 2010. Ou seja: melhor não comemorar a primeira posição por enquanto. Ao menos, na frente do Tite, vamos conter qualquer tipo de empolgação.


Mas então o ranking é uma porcaria?


Infelizmente, sim. Mas ao contrário dos indicadores de Wall Street, ele não vai causar a ruína de ninguém. E ainda serve como assunto para papos de botequim, mesas redondas e textos como esse. 


E você, caro leitor, liga pro ranking da FIFA?