Cueva precisa pagar por sua omissão e virar reserva no São Paulo

Quando a temporada começou, a esperança da torcida tricolor era toda depositada em Cueva. Agora, no fim de agosto e com o time se afundando na zona de rebaixamento, poucos torcedores querem ver o peruano em campo vestindo a camisa do São Paulo. No mundo do futebol, as voltas são rápidas e, muitas vezes, doloridas. Cueva, hoje, não pode ser titular do São Paulo, principalmente se mostrar esse futebol nojento que não se aproxima daquele jogador que fez por merece as ovações no Morumbi.

No final de 2016, Cueva sobrou. Após um começo tímido, fez um ótimo fim de temporada e ajudou o São Paulo a escapar do rebaixamento com uma certa folga, inclusive dando show no clássico contra o Corinthians, com um gol e três assistências. Ali, o peruano conquistou a torcida e parecia peça fundamental para o elenco de 2017. No começo da atual temporada, ele não decepcionou.


Rubens Chiri / São Paulo FC
Rubens Chiri / São Paulo FC

Esse é o Cueva que toda a torcida do SPFC deseja ver novamente


Com boas apresentações no Paulistão e na Copa do Brasil, muito se esperava de Cueva no ano. Uma lesão muscular, no entanto, o afastou do clássico contra o Palmeiras no Campeonato Paulista. O time, até então invicto na temporada, apanhou de 3 a 0 e começou a oscilação que dura até o momento. Precisando mostrar resultados, o técnico Rogério Ceni adiantou sua volta para os gramados em pelo menos 10 dias. O resultado, claro, não foi dos melhores, e Cueva sentiu dores novamente.

Estamos falando de algo que aconteceu em março, ou seja, cinco meses atrás. Desde então, Cueva teve alguns lampejos, mas nunca foi sombra daquele jogador que encantou a torcida do São Paulo em 2016 e no começo de 2017. Omisso em campo, pouco aparece no ataque. O jogo contra o Botafogo, acredito eu, é a exceção nos últimos meses, quando o meia realmente fez uma boa apresentação.

Irresponsável ou descompromissado, abusa de erros em momentos cruciais, no ataque ou na defesa. Contra o Atlético-GO, por exemplo, um chutão frouxo acabou cedendo o gol de empate para a equipe. Se não fosse por esse vacilo, o São Paulo poderia estar em outra situação neste momento. Na partida do último domingo, contra o Palmeiras, voltava com lentidão para marcar e deixou Michel Bastos cruzar para o primeiro gol, após uma tentativa ridícula de desarme.

Para muitos, Cueva ganhou peso e aí usam o vídeo de meses atrás, quando o peruano se filmou tomando cervejas e cantando durante o período de lesão. Na época, foi engraçado; hoje, não é mais. Especulações de que ele estaria saindo do São Paulo também acabaram afetando o atleta, mas não houve Besiktas em sua vida e ele continua aqui no Brasil. Querendo ou não, então é preciso cumprir seu contrato decentemente e voltar a jogar em alto nível, porque é isso que todos esperam dele.

Jovem e com muito mais vontade de ajudar, Lucas Fernandes pede passagem no São Paulo. Voltando de lesão, o meia, que sempre foi uma promessa da base, parece mais disposto a tirar o clube dessa situação desesperadora e honrar a camisa da equipe que tanto sofre neste Brasileirão. Se o técnico for esperto, e esperamos que ele seja, essa é a primeira mudança no time para a próxima partida.

Quanto a Cueva, sabemos que ele pode render mais, mas tudo depende dele. Se não quiser mais jogar bem, a porta está aberta. Só ficam aqueles que estão dispostos a defender o São Paulo Futebol Clube.