São Paulo dá mais um importante passo na busca pelo rebaixamento

Gazeta Press
Gazeta Press

A foto mostra a fase atual do SPFC: tropeçando para qualquer um


Vencer o Coritiba era importante. Não aconteceu.

Vencer o Bahia era obrigatório. Outra derrota.

Em dois jogos contra equipes que estavam na parte de baixo da tabela, o São Paulo simplesmente não marcou pontos. Pior que isso, viu os adversários conquistarem vitórias importantes e aumentarem a vantagem na classificação. Hoje, o desespero é muito real, o Tricolor vai despencar, ainda mais considerando todo o otimismo do mundo, mesmo que alguns me chamem de ‘anti’ ou de ‘corintiano’.

As últimas duas derrotas jogaram um banho de água fria no São Paulo. Depois da vitória contra o Botafogo, as coisas pareciam nos eixos, mas novamente tudo foi para o desespero. Contra Coritiba e Bahia, vimos adversários subirem na tabela e terminamos o primeiro turno na zona de rebaixamento. O desespero é real, é assustador. O pesadelo parece não ter fim.

Por mais que o time troque passes no ataque, tente pressionar e tudo mais, ainda há muita coisa errada. Muitos gols perdidos, erros bizarros quando os jogadores se aproximam da área adversária, poucos chutes e muitos cruzamentos. Isso que nem comentei a insegura defesa que tem sempre falhado e levado gols idiotas – sim, sempre no plural.

O Bahia não vencia em casa há dois meses. Conseguiu hoje e dando uma aula de contra-ataque ao São Paulo. O Coritiba não vencia há quatro jogos e se recuperou justo contra o Tricolor. Hoje, só a gente não consegue mais ameaçar ninguém. Falta segurança, falta calma, falta competência. Falta tudo.

Só não falta mais o que lamentar. O fundo do poço tricolor tem areia movediça. O rebaixamento é questão de tempo, de saber em qual rodada acontecerá. Ao final de um turno, são dez derrotas e apenas cinco vitórias.

Adeus, São Paulo, só espero que suba logo na Série B!