Sem futebol ou esperança: o São Paulo só oferece desespero ao torcedor

Gazeta Press
Gazeta Press

Sem forças, o São Paulo briga consigo mesmo antes de enfrentar os adversários


Se o São Paulo não consegue ganhar do Atlético-GO, lanterna da competição, dentro do Morumbi, por que alguém achou que o time poderia passar pela Chapecoense, como visitante, mesmo que o adversário tivesse quase uma equipe inteira de desfalques? Sem surpresas, mais uma derrota, mais uma rodada na zona de rebaixamento, um local que o são-paulino já ficou bem acostumado nos últimos anos.

Contra a Chapecoense, outro jogo fraco do Tricolor. Evoluções ainda foram tímidas, com poucas coisas funcionando minimamente bem. No primeiro tempo, o time ainda deu sinais de que poderia sair com um bom resultado. No segundo tempo, porém, apatia total e dois gols sofridos.

E esse talvez seja o grande problema do São Paulo. Vimos, dias atrás, o Atlético-GO chegar no Morumbi e reagir duas vezes para buscar o empate. No SPFC, é diferente, não conseguimos ver essa mudança de postura e geralmente nos conformamos com a derrota provisória porque isso será irreversível mesmo. Não há esperança para o torcedor tricolor.

No fundo do poço do São Paulo, a areia é movediça. Tudo mais que eu disser será repetitivo. O time está seguido o roteiro para o rebaixamento de forma impecável, seguido erros a cada partida. Em 14 jogos, são três míseras vitórias e oito derrotas. Não tem como esperar algo melhor, pelo menos em curto prazo, enquanto ainda é tempo de reagir. Para piorar, Junior Tavares está errando muito, Wellington Nem continua péssimo e não existe um lateral direito minimamente decente no clube.

Vamos nos apegar na fé, torcedor são-paulino, é a única coisa que nos resta.