São Paulo precisa evitar mais um desmanche no meio da temporada

Fernando Dantas/Gazeta Press
Fernando Dantas/Gazeta Press

Thiago Mendes, Júnior Tavares e Luiz Araújo podem sair do clube nas próximas semanas


Basta a fase ficar minimamente boa no Morumbi e logo aparece um furacão pronto para chacoalhar o clube. Nesta quinta-feira que parecia tranquila, duas notícias agitaram o clube: proposta do Ajax por Júnior Tavares por 30 milhões de reais, e propostas do Lille por Thiago Mendes e Luiz Araújo no valor de R$ 68 milhões. Dinheiro sempre importa para os clubes brasileiros, mas é hora de manter o elenco.

Você pode argumentar que o elenco tricolor é limitado. OK, talvez não seja dos melhores, mas estamos falando do risco de perder três titulares, sendo que dois deles não possuem reservas decentes e podem causar um grande problema na sequência do trabalho de Rogério Ceni.

Júnior Tavares interessa ao Ajax. O clube holandês, vale lembrar, já levou David Neres no início do ano. Ou seja, em poucos meses, pode nos tirar duas jovens revelações da base que pouco puderam produzir no time profissional. Tavares subiu meio desacreditado, comprado no início do ano, mas com baixa expectativa, tanto que Buffarini começou improvisado o ano na lateral esquerda. Bastaram algumas boas apresentações no Paulista para que ficasse com a vaga de titular e a certeza de que possui muito futuro.

O problema é que a saída de Júnior Tavares causaria um buraco na posição. Sem reserva por um bom tempo, o jovem lateral recebeu a fraca concorrência de Edimar, vindo do Cruzeiro, que ainda não atuou e que não possui muita confiança do treinador, principalmente por estar tecnicamente abaixo do necessário. Além disso, Tavares pode render no futuro mais do que esses 30 milhões oferecidos no momento. É questão de tempo, mas as finanças do clube não ajudam – mesmo que os leitores do blog façam questão de discordar.

Thiago Mendes e Luiz Araújo interessam ao Lille. O clube francês já tentou a compra do jovem atacante no início do ano, mas não teve sucesso, pois Rogério Ceni pediu por sua permanência no elenco e foi prontamente atendido pela direção. Araújo até fez lá seus gols, agradou, mas ainda é uma montanha-russa tecnicamente falando, com seus altos e baixos na carreira, provando estar muito abaixo de David Neres, por exemplo, que já se destacou no futebol holandês logo na primeira temporada.

No caso de Luiz Araújo, é possível encontrar alguém na base que o substitua com qualidade. Nomes para essa posição geralmente possuem um ciclo no São Paulo e se destacam no clube ou em outras equipes. Caíque, que foi titular na última Copinha, é uma boa opção, mesmo que jogue no lado oposto ao de Luiz Araújo. Não custa nada já colocá-lo no banco para ganhar experiência. Léo Natel, que já treina com o time principal e deve ser contratado em definitivo, é outra opção.

Thiago Mendes não possui substituto. Quer dizer, o Tricolor até tem um outro volante que consegue sair jogando, tem bom passe e chega ao ataque, mas é o WESLEY e nós o queremos bem longe do clube o mais rápido possível. Depois de dois anos e meio no clube, nunca em fase esplendorosa, talvez o desejo de Thiago Mendes jogador seja o de sair. Sei que muitos torcedores pegam no pé dele exatamente por querer um bom futebol em todos os momentos, mas é uma peça fundamental da equipe.

Em 2015, o São Paulo também tinha um treinador recém-chegado. Na época, Juan Carlos Osorio, enquanto hoje é Rogério Ceni. Há dois anos, o colombiano enfrentou um desmanche na equipe que prometia brigar pelo título do Brasileirão e acabou se conformando com uma vaga na Libertadores conquistada com muito suor. Jogadores acabaram sendo improvisados, contratações bizarras foram feitas com custo baixo e o nível da equipe em campo acabou despencando. Espero que o São Paulo tenha aprendido os erros e mantenha o elenco o mais intacto possível para que Ceni continue trabalhando. Só isso.