Michel Bastos, esqueça o São Paulo, por favor!

Na última semana, dias antes do clássico, um vídeo viralizou nas redes sociais: Cueva sem camisa, em casa, tomando cerveja e cantando uma “sofrência” peruana. Como o jogador estava no conforto da sua casa, entre um dia e outro de trabalho, quem sou eu para julgar o atleta relaxando e tomando sua cerveja? Quem aí não fez isso, certo? No fundo, porém, eu acreditava que a torcida associaria o vídeo a Michel Bastos em algum momento.

Errei. Nenhum são-paulino fez isso. Coube ao nosso ex-jogador se comparar e passar vergonha, lembrando de quando foi pego pela torcida bebendo sua cerveja na noite paulista e então ganhou a alcunha de “Migué Bastos”, inclusive com um torcedor-sósia oficial. Um feito para poucos.

A foto de Michel Bastos caiu na internet no início de 2016, depois de ele ter mandado a torcida se calar. Segundo o atleta, a foto apareceu quatro ou cinco meses depois da noite em que realmente aconteceu. Pouco importa. Michel já não apresentava bom futebol no São Paulo desde as oitavas de final da Libertadores 2015, após contrair dengue. Ali começou sua derrocada sem fim com a camisa tricolor.



Bastos não conseguiu conquistar a torcida novamente - nem se esforçou muito para isso. Até enganou na última Libertadores, quando marcou contra Toluca e Atlético-MG, mas pouco demais para quem enganou dirigentes, técnicos e torcedores por tanto tempo. Não, ele não deveria ser cobrado por tomar uma cerveja, mas por ter feito quase nada nos últimos 18 meses em que esteve no São Paulo – as agressões no CT, porém, jamais deveriam ter acontecido.

Após o clássico contra o Palmeiras, o meia fez questão se dizer que as críticas sofridas na época de SPFC foram injustas. Será mesmo?

Diferente de Michel Bastos, Cueva tem se comprometido com o Tricolor. Peça fundamental na salvação do rebaixamento do ano passado, fez gols importantes e começou 2017 voando, com gols e assistências, sempre correndo bem em campo. Por isso que a torcida abraçou Cueva após seu vídeo bebendo e viralizou o engraçado vídeo.

Não, Cueva não fez corpo mole para perder o clássico. As pancadas sofridas contra o ABC o afetaram muito e a cerveja nada tem a ver com isso. Todos sabem, mas lá foi Michel Bastos chorar dizendo que agora ninguém cobra o peruano, mostrando que é chorão e mesmo em outro clube quer bagunçar o São Paulo.

Que você seja feliz, Michel Bastos, mas bem longe do São Paulo. Nos esqueça, por favor, mas jamais esqueça o que você deixou de fazer e os motivos que fizeram a torcida se virar contra você. Sejamos justos, você não é o santo que está tentando se passar.