Goleada serve para dar ânimo ao Santos

Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Enfim, Hernández estreou como titular e fez um bom jogo


Na segunda partida em que teve os titulares disponíveis, Dorival Júnior optou pelos reservas na partida diante do São Bernardo. A goleada serviu para mostrar que, enfim, o Santos conseguiu montar um bom elenco para esse ano. Se vai ganhar algum título, é outro papo, porém foi animador ver algumas coisas.


Minha grande animação foi ver Vladmir Hernández em campo. Depois de todo imbróglio que envolveu a inscrição, ele mostrou que tem potencial para ser um dos bons jogadores do time nesse ano. Porque ele não é apenas aquele baixinho que corre muito. O camisa 16 é mais um meia de origem. Então, ele pensa o jogo, dá passes de primeira, acelera no momento certo, sempre busca um companheiro melhor posicionado. Foi promissor vê-lo em campo.


Siga o autor no Twitter: @fagnermorais


Outro de bom rendimento foi Bruno Henrique. "Ele é grandão, mas tem a passada larga", disse meu pai. É um bom resumo para um jogador caro – sim, difícil falar nele sem pensar no preço –, mas que pôde mostrar ao que veio ao fazer três dos quatro gols do jogo. Depois das boas atuações de Bruno e Hernández, melhor Vitor Bueno e Copete correrem o dobro na quinta-feira, diante do Strongest, pela Libertadores. Os dois já não estão em uma fase ótima e ainda têm dois reservas voando em campo. Meu palpite é que essa partida será decisiva para titularidade de ambos.


Quem surpreendeu positivamente foi Leandro Donizete. Claramente mais em forma e contando com dois jogadores mais rápidos ao lado, ele pôde fazer mais lançamentos do jeito que gosta. E Matheus Ribeiro mostrou potencial para ser titular na lateral só pelo fato de saber marcar – no mano a mano, perdeu poucas bolas diante do atacante rival.


O destaque negativo vai para Yuri, que não rende o máximo neste início de ano. Não sei se as mudanças de posição acabam atrapalhando ou se é má fase mesmo, mas é fato que não está bem. Kayke também foi mal hoje, mas dou um desconto porque a bola não chegou muito no pé dele em boas condições de fazer alguma coisa.


Goleada serve para dar um novo ânimo ao time e torcida para quinta. Mais do que nunca, saber que temos um time reserva minimamente confiável é muito bom. Entre os titulares, só Zeca jogou uma parte da goleada, então todos estão descansados para o primeiro jogo decisivo do ano. Ganhar é fundamental para ficar em primeiro na chave. Com exceção de Vanderlei, é ótimo saber que todos estão inteiros para jogar de acordo com o planejado por Dorival.