Santos: o risco Thiago Ribeiro

Existe no basquete uma teoria sobre como "esconder" um jogador, principalmente na defesa. Por exemplo: Isaiah Thomas, recém trocado para o Cleveland Cavaliers, vivia esta situação no Boston Celtics. Por ser muito baixo perto de qualquer outro jogador da NBA (tem 1,75m), o Celtics sempre o colocava para marcar um jogador de péssimo arremesso, alguém que não produzisse muito no ataque, já que levar vantagem sobre Thomas na altura é meio caminho andado para um arremesso livre.


Outra teoria, essa já no futebol, aponta que manter um jogador ruim no elenco significa que uma hora ele vai entrar em campo. E, quase com certeza, essa hora será uma das mais importantes - e tudo irá por água abaixo com colaboração decisiva dele.


Gazeta Press
Gazeta Press

Quartas de final de Libertadores com Thiago Ribeiro de titular. Senta que lá vem drama


Bem, nesta quarta o Santos joga o mais importante duelo dos últimos cinco anos de clube. Tanto tempo esperando por uma quarta de final de Libertadores, tanto tempo aguentando elencos sofríveis, tanto tempo tendo que se contentar com Paulista. E, na hora da alegria, um fantasma segue assobrando o santista: Thiago Ribeiro será titular contra o Barcelona, em Guayaquil.


Lembram da estreia dele? Uma certa goleada sofrida em uma certa Catalunha. Lembram das campanhas de quando ele era titular? Os sofríveis anos de 2013 e 2014? Lembram de seus cortes para o meio e chutes na lua? Lembram que o Santos teve que implorar para que algum time aceitasse seu empréstimo?


Lembramos de tudo. E, mesmo assim, ele será titular no jogo mais importante do Santos em cinco anos.


Não que o Santos de Levir tenha alguma jogada além de "Lucas Lima está inspirado e achou Bruno Henrique que correu e, olha só, deu certo de algum jeito", mas por que anular de vez o lado direito, que já sofre com Victor Ferraz? Não há como esconder Thiago Ribeiro no ataque - o time ficará "capenga". O Barcelona, se estudou um pouco o Santos - se estudou só o segundo tempo cotnra o Corinthians, aliás -, sabe que não precisa marcar pela esquerda de sua defesa.


Por que Levir aceita escalar Ribeiro tão tranquilamente assim? Porque, uma hora ou outra, o jogador ruim que fica eternamente no elenco vai entrar em campo. Em uma hora decisiva. Hernandez não provou ter qualidade. Arthur Gomes é preterido por... Por que, mesmo?


Mas fé. É uma quarta de final de Libertadores. Não se joga uma todo dia. Como sempre digo aqui: aproveite. Curta. Momentos raros são feitos para que sejam apreciados.


Oi. Quer comprar um livro?


Divulgação
Divulgação

Por algum motivo desconhecido, inventei de escrever um livro na era da internet


Porque você pode comprar o livro 'Vila Belmiro: 100 Anos, 100 Jogos', comigo. Eu mesmo escrevi e, às vezes, até escrevo bem. Pode confiar. Ou arrisque. Me mande uma mensagem em qualquer rede social - todas estão na página principal do blog - e conversamos. Vale a pena.