Eu não sei mais o que falar de Vanderlei

Começou como um apoio, para muitos, exagerado. Quem não assiste aos jogos do Santos não sabia que, em 2015, Vanderlei já era ótimo (que me perdoem os torcedores do Coritiba, que, claro, já sabem há muito tempo).


Em 2016, quando comecei a falar que, sim, Vanderlei era o melhor goleiro do país, quem não assiste aos jogos do Santos (quase todos) levantaram a voz. "Alex Muralha, Danilo Fernandes, Fernando Prass, Weverton: todos melhores". Ok, cada um tem sua opinião, não é mesmo?


Aí chegou 2017. E, neste espaço, já tive a chance de fazer uma pequena ode a Vanderlei, o melhor jogador do Santos no Brasileiro-2016. De contar que o Santos dificilmente pegaria Libertadores (mais, poderia ter lutado contra o rebaixamento) se descontados os pontos que ele, sozinho, garantiu. Depois, pude falar de sua renovação merecidíssima, um prêmio. Também de como a mídia e pessoas que não acompanham os jogos do Santos perdem a oportunidade de acompanhar as mágicas que ele produz constantemente - e que mesmo alguns santistam não o valorizavam. E de como sua atuação contra o Coritiba tornava um crime Tite não chamá-lo para a Seleção.


Agora, na noite desta quarta-feira, Vanderlei fez o que fez contra o Palmeiras. Com televisão aberta. Para ao menos todo o Estado de SP ver: Prass é ótimo (e assim foi no jogo!), Cássio é bom, mas Vanderlei... Eu não sei mais o que falar de Vanderlei.


Gazeta Press
Gazeta Press

Extravasa que você merece



Foram ao menos seis defesas espetaculares. Sem exagero: foram defesas de nível não só acima da média, mas absurdo mesmo, quase imensurável. E não é emoção de pós-jogo, de algo recém-visto e que, talvez, falte análise minuciosa. Foram defesas do tipo que a maioria dos goleiros não faria.


Em um sistema que privilegiou o jogo defensivo, com o Santos recuado, o Palmeiras encontrou espaço para chutar de longe, de perto, de média distância. E em todas os gêneros Vanderlei soube como agir da forma correta. Não foram defesas de sorte. Foram de posicionamento, de elasticidade, de velocidade de reação.


Mas que sigam não enxergando. A gente enxerga e comenta, não é mesmo?


Aproveite Vanderlei, santista. Neste espaço ele continuará sendo analisado de maneira justa: é o melhor goleiro do Brasil. Mesmo quando faltam palavras, nos esforçamos e damos um jeito. Ele merece.


Gazeta Press
Gazeta Press

Acredite: ele parece batido. Mas a imagem registra uma das defesas espetaculares no duelo com o Palmeiras