Sejamos positivos por um dia: o Santos está nas oitavas - e invicto


Eu sei que vocês adoram quando criticamos. Eu sei que muitos procuram opiniões sobre o Santos quando a crise está em vigor. Eu sei que a audiência de blogs (não falo só desse!) é maior quando o resultado santista é ruim. Mas eu me permitirei ser positivo por um dia. E peço que todos os santistas sejam também.


Sejamos positivos por um dia: o Santos está nas oitavas de final da Copa Libertadores. Após cinco anos. E invicto.


Twitter/Santos FC
Twitter/Santos FC

Pode fazer piada óbvia e falar que o final do jogo deixou o santista sem ar?


Não foi a maior atuação do time no ano. Na verdade, quando o time ainda estava com 11 em campo, abdicou desnecessariamente de jogar e aceitou uma pressão do The Strongest. Sendo que já havia mostrado, no contra-ataque que culminou com o passe errado de Bruno Henrique para Hernandez (pênalti?), que com a bola no pé podia dar trabalho ao rival. 


Mas, e daí? Sejamos positivos por um dia. A partir do momento da expulsão, o Santos mostrou algo que ninguém esperava: soube jogar retrancado. Segurou um time que havia 'bailado' para cima de Montevideo Wanderers (4 a 0), Unión Española (5 a 0), Santa Fe (2 a 0) e Sporting Cristal (5 a 1) nessa mesma Libertadores. 


Getty Images
Getty Images

Qual camisa se classificou para as oitavas por antecipação, Bueno?


Levou um gol? Sim. E meu celular tocou com mensagens como "É, acabou". E eu concordei. Porque eu não esperava que aconteceria o que veio a acontecer.


Sejamos positivos por um dia: o Santos não se abalou, manteve o estilo de jogo e, mesmo com um a menos, encaixou o contra-ataque assim que teve oportunidade. E Lucas Lima, que joga muito e calou novamente quem insiste em pedir para que ele seja vendido/liberado, resolveu ao achar Vitor Bueno na área.


E o artilheiro do time no ano, o cara que não merece nem ser titular, foi lá e guardou. Sejamos positivos por um dia: Bueno classificou o Santos para as oitavas da Libertadores. Esqueçamos por um momento sua péssima fase.


Porque o santista, aí, já estava sendo otimista, mandando boas vibrações para La Paz - e não, eu não acredito em coisas místicas, mas hoje está liberado, não é? Então, quando a defesa falhou novamente e Escobar foi para a cobrança, não havia como ela entrar.


O Santos mereceu a classificação para as oitavas de final. Em julho, agosto, por aí, os torcedores poderão se juntar para viver o maior momento do fã de futebol sul-americano: torcer, vibrar, sofrer com um jogo de mata-mata da Libertadores.


Sejamos positivos por um dia. O objetivo do 1° semestre foi cumprido. Fique feliz. Curta. Aproveite.