Vila Belmiro ou Pacaembu na Libertadores? Os dois...

Em dezembro do ano passado, quando a vaga para a Libertadores de 2017 foi garantida com o vice-campeonato do Brasileiro, perguntei neste espaço em que estádio o santista preferiria disputar suas partidas na competição continental: Pacaembu ou Vila Belmiro?


O resultado foi parelho, mas indica uma torcida dividida: 31% votou em dois jogos na Vila, um no Pacaembu; enquanto 27% optou por três jogos no Pacaembu; além disso, 21% demonstrou querer três na Vila, 21% dois no Paca, um na Vila. Muito dividido.


Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC
Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Faça que nem Baleião & Baleinha e sorria onde quer que o Santos jogue


Nesta quinta, o Santos volta a jogar em casa pela Libertadores após cinco anos. A diretoria, tudo indica, vai seguir durante a primeira fase o que a enquete do blog mostrou ser a opção mais querida pela torcida: dois jogos na Vila, um no Pacaembu.


O duelo com o Santa Fe, pela quarta rodada, deverá ser disputado em São Paulo. Ainda há dúvida sobre a partida final, contra o Sporting Cristal, mas a diretoria parece ter procurado a PM da capital pedindo liberação de uma das datas, com a primeira sendo a mais convidativa.


Eu respeito essa decisão. Ainda mais se, em caso do Santos avançar na competição, a divisão seguir. Em 2011, houve o exemplo perfeito de como o clube deve lidar com essa "rivalidade" entre os estádios durante a Libertadores.


O Santos jogou aas duas primeiras partidas da fase de grupos em casa, enquanto a terceira foi no Pacaembu. Depois, nas oitavas, voltou à Vila. Porém, a partir das quartas, jogou só em São Paulo, em um estádio maior para jogos mais importantes.


É o caminho que defendo - e que não foi repetido em 2012, quando o time não conseguiu defender o título.


Assim, santista, calma: não precisa pedir exclusividade para um estádio. Dá para dividir. E a divisão é o que fará todos serem agraciados. Só quer ir em jogo na Vila? Tem. Só em São Paulo? Também. No dois? Fique tranquilo. É o melhor caminho.


Aproveite a Libertadores. É o que importa. Ela está de volta à nossa casa. Seja ela qual for.