Força, Floro! Queremos te ver forte de novo

Divulgação/Roma
Divulgação/Roma

A previsão de recuperação para Florenzi é de cinco meses


Florenzi é um símbolo da Roma. Romano, formado na base, torcedor do clube e grande revelação depois de Daniele De Rossi, é o que esperamos da próxima era que terá início quando o próprio DDR sair de cena. Aos 25 anos, o versátil coringa não fez só em campo um grande papel papel como um de nós. Fora dele, levou a Roma para todos os lugares com o seu carisma inquestionável. Mais do que nunca, ele precisa do apoio e do carinho da torcida.

O meia/lateral estreou em 2011 e em pouco tempo se firmou como um dos titulares, em sua segunda temporada como profissional. Também passou emprestado pelo Crotone e voltou com cancha para estar entre os atletas do time principal. Entretanto, depois de uma grande atuação na Eurocopa de 2016, pela Itália, Alessandro começou a vivenciar um inferno particular.

Lesionado em outubro de 2016, contra o Sassuolo, rompeu os ligamentos do joelho esquerdo. Foram quatro longos meses de espera, recuperação e suor, muito suor. Floro estava treinando com bola na última semana quando sofreu novo baque: o mesmo joelho estourou com uma torção. Horas antes da Roma enfrentar o Villarreal no jogo do ano, foi confirmada mais uma ruptura dos ligamentos cruzados.

Para o jogador, toda a dor e o desânimo batem forte. Ele nem sequer pôde retornar ao time e já passou pela segunda cirurgia de sua curta carreira. A Roma divulgou uma nota oficial informando que ele já foi operado e que o prazo mínimo para a plena recuperação é de cinco meses. Ou seja, ele não volta nesta temporada. Ficará quase um ano afastado dos gramados, ao todo.

Não é fácil lidar com a hipótese de que a sua carreira nunca mais será a mesma. Florenzi vivia seu melhor momento e precisou deixar o time, que mostrava clara ascensão. Ele é novo demais e certamente terá forças para dar a volta por cima. Sabemos que a união do elenco também fará diferença para reerguer Ale, um verdadeiro guerreiro.


É possível voltar forte, Ale


Divulgação/Roma
Divulgação/Roma

Kevin, em plena forma, no jogo contra a Lazio no ano passado. Holandês teve vários problemas graves no joelho, mas hoje está inteiro


Um grande exemplo para Floro dentro dos vestiários é o volante Kevin Strootman. O holandês viveu algo parecido no passado e chegou a ser considerado como inapto para a prática esportiva, tamanha fragilidade física. Strootman ficou quase dois anos no estaleiro por problemas no joelho. Desde que chegou à Roma, em 2013, tem sido um dilema para os médicos especialistas do clube.

Em março de 2014, Kevin rompeu os ligamentos do joelho pela primeira vez e só voltou em novembro do mesmo ano. Em janeiro de 2015, foi para a mesa de operação novamente para uma intervenção no mesmo joelho, ficando 261 dias afastado de partidas oficiais, até outubro de 2015. O holandês se lesionou enquanto voltava a treinar (assim como Florenzi) e ficou à disposição em fevereiro de 2016.


Depois de tudo isso, Strootman é titular e só saiu da equipe por problemas lombares, comuns para atletas de alto rendimento. Sem ele, a Roma perderia muito de seu poder de marcação e de armação. Deram Strootman como acabado e agora ele está firme como uma rocha nesta temporada.

É nisso que Florenzi deve se espelhar quando estiver pessimista com a vida. Com toda a tecnologia atual e os ótimos especialistas que a Roma dispõe, ele pode voltar ainda mais forte no segundo semestre. Lamentamos demais não poder vê-lo em ação nesta arrancada giallorossa. Força, Floro! Estamos com você nessa!