Não perca as contas: Bale sofre a 19ª lesão desde sua chegada ao Real Madrid

O calvário parecia perto do fim, mas aquilo que todos torciam para que não acontecesse confirmou-se na tarde desta sexta-feira: o Real Madrid emitiu um comunicado oficial informando que o galês Gareth Bale sofreu mais uma lesão, dessa vez no músculo adutor da perna esquerda. O quadro ainda é inconclusivo e não foi dada nenhuma previsão de retorno do jogador.


Bale estava fora do Real Madrid desde o dia 26 de setembro, quando sentiu um incômodo no final do jogo contra o Borussia Dortmund e foi substituído por Lucas Vázquez. Na ocasião, o técnico Zinédine Zidane minimizou o problema e fez questão de ressaltar a atuação do galês, que fez uma boa partida, marcando um gol contra o time alemão. Porém, desde então, ele não entrou mais em campo.


Getty Images
Getty Images

Uma excelente atuação com um final não tão feliz


O jogador estava na fase final da recuperação e todas as notícias indicavam que ele retornaria aos gramados no clássico contra o Atlético de Madrid, o primeiro que será realizado no novo estádio colchonero. Seria a primeira vez na atual temporada que Zidane teria o trio BBC completo à sua disposição. E, tendo em vista a atual seca de gols do ataque madridista, Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo bem, entrosados e fazendo gols, era tudo que o técnico francês precisava.


O problema nisso tudo? Além do óbvio, que é o fato do Real Madrid não poder contar com um de seus principais jogadores, é o fato de essa ter sido a 19ª lesão desde que o galês desembarcou em Madrid, no já distante ano de 2013. Para ser ter uma ideia, dos últimos 60 jogos da equipe merengue, Bale esteve presente apenas 20 vezes. Quando avaliamos desde a sua chegada, o número é mais estarecedor, chegando a ficar de fora em quase um terço dos jogos. Isso é muito pouco para um atleta com seu talento e potencial e, principalmenmte, para alguém que custou 100 milhões de Euros. A conta não está fechando e a relação custo/benefício não está valendo a pena.


Sobrecargas, gripes, lesões em tendões, panturrilha, tornozelo, coxa... Não faltam opções no cardápio de Gareth Bale. A perna esquerda é a mais afetada por esse histórico e a atual lesão chega no pior momento possível. A recente evolução vinha deixando o atleta e o clube animados, mas tudo foi um grande banho de água fria. Além do clássico contra o Atlético, até a preparação para o Mundial de Clubes, em dezembro, está comprometida. As chances de Bale ficar de fora são enormes.


Getty Images
Getty Images

Esse momento precisa voltar a ser frequente


Essa constância de lesões pode estar abreviando a carreira do galês. Ele, que nunca se entregou e sempre trabalhou com enorme dedicação para superar todos os problemas, pode ter o lado psicológico tão ou até mais afetado que o físico. Não é fácil para um atleta ser privado do que mais ama fazer e, mesmo se esforçando tanto, não ver os resultados chegarem como esperado. A sensação de fracasso, de trabalho em vão, de tempo desperdiçado passa a se tornar inevitável a partir de determinado momento.


Estaria, então, na hora de aproveitar alguma proposta interessante e negociar o jogador? Já que José Mourinho tanto o quer para o Manchester United, o Real Madrid deveria ouvir a oferta e, caso seja interessante, mandá-lo para a Inglaterra? É difícil opinar acerca disso, pois, estando 100%, Bale é um dos melhores jogadores do mundo. Ele já provou isso desde a sua chegada a Chamartín e também já mostrou que não é um atleta que some em jogos decisivos. Muito pelo contrário, ele já foi responsável por algumas importantes vitórias nesse período, seja com gols, seja com sua enorme velocidade e passe para algum companheiro bem colocado.


Getty Images
Getty Images

O Bernabéu quer voltar a aplaudir o galês


Sob esses aspectos, o melhor a fazer é esperar e ter um pouco mais de paciência com o jogador. Independente de seu valor de mercado, sua importância técnica e tática é muito maior. Só resta saber até quando o Real Madrid e a torcida merengue estarão dispostos e ter essa paciência com Gareth Bale.


Mas agora a única coisa que nós, torcedores, podemos fazer, é torcer por sua rápida recuperação. O Real Madrid precisa de Bale e Bale precisa do Real Madrid. Então que esse casamento volte a dar certo.



Siga Rodrigo Rebelo no Twitter | Siga o Conexão Merengue no Twitter | Curta o Conexão Merengue | Curta o ESPN FC