Real Madrid é eleito o clube com as melhores divisões de base em 2016

Um recente estudo do International Centre for Sports Studies (CIES) aponta o Real Madrid como o time com as melhores divisões de base do futebol europeu. A entidade, baseada na Suiça, foi criada em 1995 em parceria com a Fifa e usa como fonte de pesquisa as cinco principais ligas da Europa: LaLiga, Premier League, Calcio, Bundesliga e Ligue 1.


Segundo a Fifa, um jogador é considerado como canterano de um clube - ou seja, formado em suas divisões de base - se tiver atuado por pelo menos três anos nas suas categorias inferiores, dos 15 aos 21 anos de idade. No caso do Real Madrid, temos o Castilla, que é a equipe filial do time principal e responsável por absorver naturalmente os atletas formados no clube (além de alguns jovens promissores contratados - Casemiro é o melhor exemplo recente), Juvenil A (sub-19, que atualmente disputa a División de Honor Juvenil), Juvenil B (sub-18, enquadrada na Liga Nacional Juvenil), Juvenil C (sub-17, Primera División Autonómica Juvenil), Cadete A (sub-16, Primera División Autonómica Cadete, np Grupo 1) e Cadete B (sub-15, Primera División Autonómica Cadete, no Grupo 2).


Getty Images
Getty Images

Emprestado ao Alavés, Marcos Llorente se destaca no time


No total, 34 jogadores formados em La Fábrica atuam nas cinco principais ligas europeias, sendo que sete desses são jogadores do próprio Real Madrid: Kiko Casilla, Ruben Yáñez, Dani Carvajal, Nacho, Lucas Vázquez, Álvaro Morata e Mariano. E com uma rápida olhada em outros times, encontramos nomes fáceis de identificar como canteranos: Soldado, Juanfran (sim, aquele do Atlético de Madrid), Borja Valero, Jesé, Callejón, Marcos Llorente, Juan Mata, Arbeloa, Esteban Granero, entre outros. Curioso é que um dos principais nomes já formados pelo clube não entra nesse estudo da CIES: Iker Casillas. A Primeira Liga de Portugal não está na lista das cinco principais da Europa.


Esse estudo serve para provar, mais uma vez, que não há uma disparidade entre Real Madrid e Barcelona quando o assunto são as divisões de base. O rival da Catalunha teve recentemente sua melhor geração de jogadores formados em casa (assim como nós tivemos a Quinta del Buitre nos anos 80 e 90), mas, ao contrário do tanto que foi alardeado por aí, ambos os clubes são formadores em sua essência e revelam grandes jogadores. Nem todos são absorvidos pelos seus times principais, mas isso faz parte do jogo e é cíclico.


Getty Images
Getty Images

Nacho e Carvajal: madridistas dentro e fora do campo


E essa lista de canteranos madridistas em outras equipes tende a aumentar. Devido à idade de alguns atletas e a não classificação do Castilla para os playoffs classificatórios para a Segunda División (LaLiga2), muitos jogadores devem deixar o clube. Nomes como Alexis Febas, o brasileiro Abner, Cristian Cedrés, Mario Hermoso, Philipp Lienhart, ao que tudo indica, partirão rumo a outras oportunidades dentro do futebol e há uma extensa lista de times interessados neles.


Dos atuais jogadores, apenas Achraf Hakimi e Enzo Fernández teriam espaço no elenco merengue. O primeiro seria um bom reserva para Carvajal, posição carente de substitutos (Danilo não dá) e o segundo, filho do técnico Zinédine Zidane, seria mais uma opção para o já povoado meio campo do Real Madrid. Ele é talentoso, mas o sobrenome pesa bastante e ele não é nem sombra do que o pai foi, o que certamente será comentado a partir do momento que ele passar a atuar pelo time principal. Outros atletas, como Luca Zidane, Tena, Valverde, Salto e Sergio Diáz possivelmente disputarão mais uma temporada no Castilla.


Getty Images
Getty Images

Enzo deve ser definitivamente incorporado ao time principal


O Real Madrid, sem dúvida, é um time de contratações milionárias. Alguns dos maiores jogadores da história do esporte vestiram o mítico uniforme branco, porém a cantera sempre teve seu espaço e seguirá assim. Está no DNA do clube, em suas tradições e no orgulho madridista. É isso que nos faz gigantes. É isso que nos faz Real Madrid.



Siga Rodrigo Rebelo no Twitter | Siga o Conexão Merengue no Twitter | Curta o Conexão Merengue | Curta o ESPN FC