Cristiano Ronaldo: especialista em quebrar recordes contra o Bayern

Nessa terça-feira, o mundo assistiu, mais uma vez, Cristiano Ronaldo em uma exibição de gala na Champions League, marcando três gols contra o Bayern de Munique e sendo diretamente decisivo na classificação do Real Madrid para a fase semifinal da competição europeia. Juntanto aos dois gols marcados na ida, são cinco contra um dos maiores times do futebol mundial, algo que apenas Cristiano seria capaz de fazer.


Getty Images
Getty Images

O dono da bola


Mas, antes de qualquer coisa, faço questão de ressaltar que sei perfeitamente o que foi irregular. Admito, sem qualquer problema, que o juiz errou e deveria ter anulado dois gols marcados pelo português. Mas, convenhamos, a fraquíssima arbitragem também errou pro lado bávaro, mas isso ninguém fala. Ao invés disso, preferem esbravejar e inventar argumentos que não se sustentam quando avaliamos a partida como um todo. Portanto, podem parar de chorar que tá feio.


A verdade é que, erros da arbitragem à parte, o Real Madrid mereceu a classificação. E não apenas por causa do jogo de volta, mas sim pelos dois confrontos. O domínio merengue foi muito claro e os alemães precisam agradecer a Deus - e a Manuel Neuer - por não terem sofrido um caminhão de gols. Na Alemanha, ele operou alguns milagres e, na Espanha, foram defesas importantes que garantiram apenas os quatro gols sofridos.


Getty Images
Getty Images

Asensio fez o gol mais importante de sua carreira


Mas o grande nome da partida, sem dúvida, foi Cristiano Ronaldo. O português igualou o placar aos 31 minutos do segundo tempo e na prorrogação fez mais dois gols, que garantiram o segundo empate merengue e a virada. Ele ainda poderia ter feito o quarto gol da equipe se Asensio tivesse rolado a bola, mas culpar o espanhol é fora de cogitação, pois foi a afirmação de uma boa partida e uma bela forma de finalizar uma linda jogada. Quem deve ter ficado com dor nas costas foi Hummels, que nada pôde fazer para impedir a velocidade e o talento do jogador.


Com o hat-trick, Cristiano Ronaldo chegou à absurda marca de 100 gols marcados apenas na Champions League, tornando-se o primeiro atleta a alcançar a marca. Ele é o maior artilheiro da competição e, como se isso não bastasse - e também para contradizer àqueles que o chamam de fominha -, Cristiano também é o maior assistente da UCL, tendo superado Ryan Giggs em fevereiro desse ano.


Getty Images
Getty Images

"Só peço que não me vaiem aqui, porque sempre faço o meu melhor"


Some a isso o fato de, no primeiro confronto contra o mesmo Bayern de Munique, o português ter alcançado marca semelhante, mas em competições europeias no geral. Até aquele momento eram 98 gols na Champions League e dois na Supercopa da Europa de 2014, contra o Sevilla. Agora, pelo menos por enquanto, são 101 gols na UCL e 103 em competições europeias. Sem dúvida ele honra a camisa 7 do Real Madrid, herdada do lendário Raúl González.


E, se voltarmos no passado, mais precisamente ao dia 29 de abril de 2014, na Allianz Arena, lembraremos do jogo de volta da semifinal da Champions League, quando o Real Madrid goleou impiedosamente o mesmo Bayern de Munique, com dois gols de Sergio Ramos e dois de Cristiano Ronaldo. Ali, além de começar a saga heróica do zagueiro merengue, o atacante português chegou aos 16 gols, tornando-se o maior artilheiro em uma única edição da competição (ele terminaria com 17 no total). E mostrou, para os que ainda duvidavam, que o Real Madrid estava sedento para, finalmente, conquistar La Décima. Um cenário bastante semelhante ao atual.


Getty Images
Getty Images

A euforia da comemoração mostra como o elenco está unido


Se essa atuação contra os alemães, assim como em 2014, será um sinal de que o time conquistará o título, só o tempo dirá. Faltam apenas três jogos para La Duodécima e uma coisa é certa: não duvidem mais de Cristiano Ronaldo e da capacidade desse time em tornar-se campeão da Champions League e superar adversidades. Ou melhor, duvidem. Podem duvidar. Isso serve de combustível para os jogadores fazerem os detratores terem de se calar. Continuem assim. O Real Madrid agradece.



Siga Rodrigo Rebelo no Twitter | Siga o Conexão Merengue no Twitter | Curta o Conexão Merengue | Curta o ESPN FC