James chega a 100 jogos pelo Real Madrid

O confronto contra o Las Palmas, pela 25ª rodada da La Liga, marcou um feito importante para um jogador do Real Madrid. James Rodríguez, além de entrar muito bem na segunda etapa da partida, completou 100 jogos com a camisa merengue.


Lançado ao campo do Santiago Bernabéu aos 26 minutos do segundo tempo, o colombiano mostrou inteligência e visão de jogo ao apressar a cobrança de escanteio de Kroos, pedindo a bola curta nos seus pés para que pudesse alçá-la na área e pegar os jogadores canários desprevenidos, o que resultou no terceiro e decisivo gol do Real Madrid. Um lance que mostrou todo o talento e inteligência do atleta, um dos melhores passadores do elenco madridista e de todo futebol mundial, e um dos líderes de assistências da equipe na atual temporada.


Getty Images
Getty Images

Vázquez reconheceu a importância de James no gol e foi cumprimentá-lo


Contratado em 2014 após uma espetacular Copa do Mundo - aquela realizada no Brasil e que transformou o país no melhor lugar pra se estar em toda a galáxia (saudades Copa do Mundo), James chegou com uma missão nada facil: ser o camisa 10 de um time que vivia uma consideravel escassez nessa posição. Recentemente cheguei a falar aqui sobre a "maldição" da camisa 10 merengue e o colombiano seria o nome certo para acabar com ela.


Outra coisa que poderia dificultar o processo, era o esquema utilizado por Carlo Ancelotti na equipe quando o colombiano chegou. Os três volantes não abriam brecha para encaixá-lo no meio e no ataque, com o trio BBC, era ainda mais impensável que ele tivesse chances. Entretanto, mostrando o enorme talento e potencial para se destacar que possui, James protagonizou uma primeira temporada espetacular, terminando com 17 gols e 17 assistências. Números dignos de um legítimo maestro.


Getty Images
Getty Images

Contratado a peso de ouro, James ainda precisa triunfar no Real


De lá pra cá, todos sabemos o que houve. James caiu de produção e perdeu espaço no time titular, sobretudo após a consolidação do trio Casemiro-Kroos-Modric no meio e a manutenção de Bale-Benzema-Cristiano no ataque. A equipe mostrou-se sólida e consistente com essa formação e simplesmente não havia espaço para encaixar o colombiano. Ele ainda conviveu com alguns problemas físicos que o afastaram dos gramados e não aproveitou tão bem as chances que recebeu.


No meio da atual temporada a situação chegou a um ponto realmente crítico. Insatisfeito por não receber oportunidades de Zidane, os rumores sobre uma possível transferência do jogador começaram a ganhar força e alguns especulavam que ele sairia já na janela de inverno. Perguntado diversas vezes sobre seu futuro, James era reticente quanto a uma resposta definitiva até que finalmente admitiu que permaneceria no clube, dizendo que não pensava em abandonar o barco e que seu desejo é o de triunfar e se tornar ídolo com a camisa merengue.

A relação com Zizou foi melhorando gradativamente e o técnico francês começou a dar mais minutos ao jogador. E ele correspondeu. Se não sempre com atuações de encher os olhos, pelo menos mostrava uma retomada do bom futebol e foi importante para a equipe em algumas oportunidades - como no último jogo citado lá em cima, por exemplo.


Getty Images
Getty Images

Criador e criatura? James já disse que se espelha em Zidane


A permanência de James no Real Madrid ainda não é uma certeza, mas sem dúvida ele é um jogador que pode render muitos frutos ao time. Caso permaneça, abre possibilidades para variações táticas e outras formações além do tradicional 4-3-3, algo que Zidane ainda reluta em fazer. Torço muito pelo sucesso do colombiano, pois é sempre bom contar com os melhores no elenco madridista.



Siga Rodrigo Rebelo no Twitter | Curta o Conexão Merengue | Curta o ESPN FC