Com liberdade, Neymar foi o melhor em campo em sua estreia

Divulgação/PSG
Divulgação/PSG

Cavani, Neymar e Di María formaram o trio de ataque parisiense


Neymar finalmente estreou pelo Paris Saint-Germain, neste domingo (13), no gramado do Stade du Roudourou, diante do EA Guingamp. Todas as atenções estavam voltadas ao brasileiro, que formou o trio de ataque com Di María e Cavani no 4-3-3 de Unai Emery.


O que vimos ontem foi uma confirmação de nossas expectativas, com Neymar atuando na ponta-esquerda, mas com total liberdade para circular por dentro (e abrindo espaço para o ótimo Rabiot chegar ao ataque por aquele lado). O nosso camisa 10 assumiu o comando do time em campo do início ao fim. Todas as jogadas passavam por ele, mostrando seu protagonismo e liderança técnica. Assim como na seleção brasileira, a equipe girou em torno dele, que se sentiu muito à vontade com a camisa 10 amarela parisiense.


Divulgação/PSG
Divulgação/PSG

Brasileiro atuou como um verdadeiro camisa 10 em campo


Com um gol, uma assistência, passes milimétricos e lindos dribles, Neymar foi sem dúvida o melhor em campo, mas outro fator que chamou a atenção foi seu entrosamento com Cavani. Para um primeiro jogo, ambos demonstraram um entendimento surpreendente, como se atuassem juntos há tempos. O uruguaio também fez um gol e uma assistência, ambas em combinações com o brasileiro.


A dupla ainda tem muito a progredir, e precisamos esperar para vê-los juntos diante de equipes mais técnicas, mas a primeira impressão foi a melhor possível. Di María pode fazê-los crescer ainda mais, mas não me surpreenderia se visse Draxler tomar sua vaga – ou quem sabe Mbappé.


ICI C’EST... PARIS!!!!!!