Porto: grupo na Champions é mais difícil do que parece

Getty Images
Getty Images

Dragões dividem a chave com Mônaco, Besiktas e RB Leipzig


A sorte sorriu ao Porto no sorteio de grupos da UEFA Champions League. O clube da Invicta conseguiu fugir dos gigantes que estavam no pote 1, como Real Madrid, Bayern e Chelsea, e evitou algum "cascudo" que poderia surgir do pote 3, que contava com Liverpool, Tottenham, Napoli e Roma.


Em uma chave com Monaco, Besiktas e Red Bull Leipzig, não há dúvidas de que os Dragões são donos da camisa mais pesada, tanto que a equipe portuguesa é a única da chave que já conquistou o maior torneio de clubes da Europa.


Curta o À moda do Porto no Facebook


Mas isso não significa que será um grupo fácil. Longe disso. A tarefa portista promete ser mais difícil do que aparenta. Da mesma maneira que não há um "dono" do grupo, aquele time que dispara na liderança, também não há um "saco de pancadas".


Ou seja, a pontuação promete ser achatada, sem muita distância entre o líder e o lanterna. Nesse cenário, a margem de erro diminui consideravelmente, principalmente nas partidas como mandante. Além disso, é preciso levar em conta a qualidade dos adversários.


Getty Images
Getty Images

O Porto estreia dia 13 de setembro contra o Besiktas, no Dragão


É um grupo acessível para o Porto, que tem como objetivo mínimo avançar de fase. Será interessante ver como o time de Sérgio Conceição atuará internacionalmente. Na Liga Portuguesa a tendência é ser o responsável por propor o jogo e ter o controle da partida, mas como será no torneio? Monaco e RB Leipzig são times com vocação ofensiva, por exemplo.


Em tese, inclusive, serão os dois principais adversários portistas, apesar dos franceses terem perdido boas peças. O Red Bull, por sua vez, é um time bastante qualificado, mas não é possível prever como se comportará seu jovem elenco. E não se pode, claro, descartar o Besiktas, que conta com muitos jogadores experientes.


Confira um resumo dos adversários:


Getty Images
Getty Images

Os Dragões se reencontrarão com Falcão Garcia, campeão da Liga Europa em 2011


Monaco


O Monaco é o atual campeão francês e foi à semifinal na última edição da Champions, mas perdeu peças importantes, como Mendy e Bernardo Silva (ambos vendidos ao Manchester City), além de Bakayoko (negociado com o Chelsea) - e também pode ver Mbappé se transferir para o PSG.


Como nos últimos anos, a estratégia é apostar em jovens talentos, algo que o técnico Leonardo Jardim sabe fazer muito bem. Entre as contratações, destaque para o promissor meia belga Tielemans, de apenas 20 anos, comprado por 25 milhões de euros junto ao Anderlecht. Kongolo, ex-zagueiro de 23 anos do Feyenoord, e Diakhaby, 21, ex-atacante do Rennes, são as outras apostas do time francês.


O desafio será reconstruir um time que praticamente se desmanchou durante esta janela de transferência e provar que o sucesso da última temporada não aconteceu por acaso.


Após perder a Supercopa francesa para o Paris, o time do principado venceu as três primeiras partidas da Ligue 1 e divide a liderança com o clube de Neymar e companhia.


O confronto marca o reencontro com o ex-portistas João Moutinho e Falcão, presentes na última conquista europeia do Porto: a Liga Europa, em 2011.


Getty Images
Getty Images

Timo Werner marcou 21 gols na última Bundesliga


RB Leipzig


Assim como o Monaco, o Red Bull Leipzig também aposta em jovens talentos. Tendo a empresa austríaca do ramo de energéticos por trás, fez uma excelente campanha em sua temporada de estreia na Bundesliga.


Durante boa parte do campeonato brigou ponto a ponto com o Bayern, chegando a assumir a liderança. No fim conseguiu um honroso segundo lugar e uma inédita vaga na UEFA Champions League.


Sua principal contratação foi o português Bruma, comprado junto ao Galatasaray por 12 milhões de euros. Também chegaram o atacante Kévin Augustin (PSG) e o zagueiro Laimer (RB Salsburg).


Mas os destaques ficam com as permanências do atacante Timo Werner, que marcou 21 gols na última liga alemã, e do meia Naby Keita, que estava na mira do Liverpool.


Os touros fizeram dois jogos oficiais até o momento. Bateram o modesto Dorfmerkingen por 5 a 0 pela Copa da Alemanha e foram derrotados por 2 a 0 pelo Schalke, fora de casa, na abertura da Bundesliga.


Getty Images
Getty Images

Portista declarado, Quaresma voltará ao Dragão


Besiktas


Ao contrário dos outros dois adversários, o atual bicampeão turco conta com jogadores mais experientes em seu elenco, algo comum na Turquia, um mercado com dinheiro, mas que não consegue seduzir grandes jogadores em seu auge.


Nomes conhecidos do grande público chegaram nesta temporada, como Pepe (Real Madrid), Medel (Inter de Milão), Lens (Sunderland) e Negredo (Valência). Outras "figurinhas carimbadas" são Adriano (ex-Barcelona) e Anderson Talisca.


Será o reencontro do Porto com Ricardo Quaresma. O jogador da seleção portuguesa é ídolo da torcida portista e adepto assumido do clube.


O Besiktas perdeu a Supercopa turca para o Konyaspor, por 2 a 1. Na Liga, uma vitória e um empate, que o coloca na terceira colocação.