Handebol: torcida do Porto 'erra a mão' ao provocar o Benfica

Divulgação Porto
Divulgação Porto

O clube condenou a atitude dos torcedores no clássico com o Benfica


Porto e Benfica protagonizam uma rivalidade explosiva, que quase sempre se estende para além das quatro linhas. É um confronto que mobiliza o país, coloca o norte, azul e branco, contra o sul encarnado.

Com a Liga sendo disputada, literalmente, ponto a ponto nesta reta final, o sentimento hostil entre ambos ganha ainda mais força, alimentando sentimentos nos dois lados.

Curta o À moda do Porto no Facebook

Na última quarta-feira o confronto ganhou outro capítulo, um lamentável, por sinal. A dupla se enfrentou pelo campeonato nacional de handebol, que terminou com vitória dos Dragões por 30 a 27. Mas o jogo ficou em segundo plano.

Durante a partida, uma pequena parte da torcida portista entoou um cântico que dizia “que bom seria se o avião da Chapecoense fosse o do Benfica”. Tal manifestação logo parou no Youtube, gerando forte repercussão nos dois lados do Atlântico.


Divulgação Porto
Divulgação Porto


Primeiramente, é preciso ressaltar a falta de respeito com as famílias e amigos das pessoas que morreram na tragédia da Chape, assim para com a equipe catarinense. Um incidente desses nunca poderia ter sido usado como ferramenta para uma provocação de tal nível.


Depois, e não menos importante, não podemos deixar que a rivalidade nos leve a lados extremos. O Benfica é rival? Claro que sim, e deve continuar assim. Tal sentimento entre os dois clubes é bom para o próprio campeonato, pois cria-se um tempero especial. Mas qualquer coisa que saia da esfera desportiva é perigosa. 


Entretanto, não podemos cair em generalizações. A maioria esmagadora da torcida do Porto não concordou com tal manifestação. O próprio clube agiu rapidamente e condenou, através das mídias sociais, o ocorrido.

Aliás, me custa acreditar que quem cantou isso no ginásio queira realmente tal mal para dezenas de famílias. Foi uma estupidez, que na hora eles podem ter achado engraçado, mas provavelmente no dia seguinte botaram a mão na cabeça e perceberam a besteira que fizeram.

De qualquer maneira, infelizmente existem pessoas assim em todo o canto, seja no Brasil, em Portugal ou qualquer outro lado. Já vimos atitudes como essa em vários estádios ao redor do mundo, inclusive do próprio Benfica, vítima neste caso.

Cabe ao Porto, que teve sua imagem arranhada no episódio, pedir desculpas à Chapecoense e aos Encarnados. A vergonha pelo ocorrido não se apagará, mas ao menos o clube mostrará a sua grandeza.