Milan e Adidas podem encerrar parceria histórica

Temos ainda 3 dias para o clássico de Milão e por isso podemos abordar um assunto extracampo, certo? A pauta de hoje será uma mudança que me deixa mais nervoso do que um esquema com 3 zagueiros, sendo um deles o Zapata, um time titular sem Bonaventura e Suso, ou até mesmo aquele uniforme cinza ridículo do Daredevil nos anos 90. Vamos falar de um rumor de mercado que vem ganhando alguma força desde o começo da semana.


A parceria entre Milan e Adidas é histórica, teve poucos momentos de tensão - pois os alemães normalmente acertam a mão na hora de criar os uniformes do Diavolo -, muitos momentos de glória - principalmente com os uniformes brancos tradicionais de final de Champions League -, mas parece que chegará ao fim de forma prematura. Pelo menos é que afirma a impresa italiana, que já aponta duas concorrentes para sucessão alemã: as americanas Under Armour e New Balance.


Divulgação
Divulgação

A carinha de quem pode estar vestindo a última camisa da Adidas feita para o Milan


Apesar de terem renovado o contrato em 2013 por mais dez anos, com o pagamento de 19,7 milhões de Euros mais bônus por temporada, tanto o rossonero quanto a marca de material esportivo do seu Adolf Dassler estariam cogitando o fim dessa parceria já no final dessa temporada. Nenhuma das partes fala sobre o assunto e, portanto, não há uma motivação clara e oficial para que isso possa acontecer. Assim, podemos acreditar que o Milan está insatisfeito com o valor recebido pela Adidas - devemos lembrar que esse contrato foi fechado ainda sob a batuta de Berlusconi, na época em que o meio da tabela era lucro e que os investimentos tinham secado -, bem abaixo em comparação com outros times, como Manchester United (75 milhões de libras por temporada), Real Madrid (100 milhões de Euros por temporada) ou Juventus (23 milhões de Euros por temporada).


Podemos ainda crer que os alemães estão vendo que há tempos essa parceria com o clube da Via Aldo Rossi não está mais rendendo tanto lucro assim e, de olho na parte comercial e na disputa com a Nike pelo topo da cadeia alimentar esportiva, o pessoal das três listras esteja afim de mudar de bolso esses parcos 20 milhões de Euros que investem aqui.


Getty Images
Getty Images

AHHHHH QUE SAUDADES DO MEU MILAN 11!!11!!!1


Seja qual for o motivo, ambos estão com alguma razão. O problema é que nós, torcedores, vamos sofrer um pouco se os manda-chuvas-e-trovoadas do capeta não impuserem limites aos fashionistas da nova fornecedora de material. A parceria com a Adidas, assim como foi com a Kappa, flui de maneira perfeita pois não há invecionice, não há neologismos nos uniformes. A camisa 1 é listrada verticalmente em preto e vermelho e a camisa 2 é predominantemente branca, e ponto final. Mantendo esse padrão - e pagando mais do que a Adidas paga atualmente - todos ficarão satisfeitos com a nova parceira, seja ela a Under Armour ou a New Balance.


- Curtinhas - 


Agora é oficial. Os lindinhos da AC Milan Brasil foram reconhecidos pela A.I.M.C., uma associação com 67 anos de história e ligada diretamente ao Milan, e são a única torcida oficial do Milan neste Brasil. Parabéns, guris, vocês merecem.


Até o domingo nós voltaremos a falar sobre tática e esquema de jogo, aguardem.