O que esperar da pré-temporada do United?

O United está prestes a voltar aos gramados: às 23h05 deste sábado (15), enfrentaremos o Los Angeles Galaxy pela primeira partida da preseason. O elenco está em L.A desde o início da semana e conta com os novos reforços, Romelu Lukaku e Victor Lindelof, além de algumas peças 'alternativas' em relação ao que vimos em 2016/17. No decorrer dessa tour pelos Estados Unidos, vamos ter pela frente o Real Salt Lake, Manchester City, Real Madrid e Barcelona. Duas equipes no meio de seus campeonatos - a Major League Soccer - e três do mais alto nível do futebol. Serão bons testes - mesmo que não signifiquem tanta coisa. Citarei três pontos a serem observados com atenção.


ESPN.com.br | ’Metas bem alcançáveis’: como contratação mais cara da história pode ter passado desapercebida


Andreas Pereira é bem conhecido por todos os leitores; o belga naturalizado brasileiro nunca jogou em terras tupiniquins, mas sempre teve uma moral elevada lá fora. Além da mídia, tem o apreço da maioria dos torcedores. Depois de dois anos mornos em Old Trafford - tendo 13 aparições desde 2014 -, a última temporada foi crucial. Emprestado ao Granada, conseguiu demonstrar sua qualidade em uma liga competitiva, acumulando boas performances em um conjunto frágil. O rendimento e os números positivos - 6 gols e 3 assistências - levantaram a esperança de, enfim, uma sequência com a nossa camisa.


Getty Images
Getty Images

Andreas tem o futebol e a confiança para cavar uma vaga no elenco de 17/18


O estilo do garoto já foi detalhado aqui e aqui, assim como os riscos de perdermos um talento visível. Agora, podemos dizer que essa é a hora H para o meio campista, após conquistar certo amadurecimento para somar ao belo trato com a bola. Sendo capaz de atuar mais recuado ou na segunda linha do ataque, pode representar um reserva de valor para 2017/18. É melhor que Fellaini, mais habilidoso que Young e Lingard juntos e pode preencher muito bem a lacuna deixada por Rooney. Que tenha a chance de impressionar na América do Norte.


Passamos ao próximo assunto: nossa lateral esquerda é uma verdadeira incógnita. Pouquíssimos rumores envolvendo jogadores da posição apareceram nessa janela e o entendimento era de que Luke Shaw seria o titular, tendo impressionado a comissão técnica nos treinos. Acontece que o inglês ficará de fora até dezembro - assim como Marcos Rojo, possível substituto por ali. Espero, então, que Daley Blind seja o escolhido para dar certa qualidade naquele setor. É isso ou o mediano Darmian sendo utilizado para equilibrar defensivamente as linhas.



Curta o Old Trafford Brasil no Facebook



Considerando que nosso desempenho ofensivo é bem questionável, fica clara a necessidade de laterais capazes de dar profundidade - ou apenas algum valor com a posse. O holandês, por mais que não seja a menina dos olhos de muita gente, já provou saber jogar em bom nível. O italiano, por sua vez, dificilmente produz algo além do sólido, do comum. Serve apenas como uma peça de tarefa posicional, nada mais. Veremos o que Mourinho tem planejado para o sistema nesses próximos dias.



Por fim, vejamos as primeiras ações das caras novas do plantel. Lindelof deve formar dupla de zaga com Bailly e dará a oportunidade da primeira impressão para a maioria, já que poucos o conhecem perfeitamente dos tempos de Benfica. Esperem frieza e certa ousadia na construção das jogadas, mas possivelmente alguma lentidão se a bola é lançada pra trás dele. Lukaku é outra história, levando em conta que estamos bem acostumados com sua artilharia na Premier League. Jose disse que "a contratação foi feita pois precisamos de uma referência na área", não tanto alguém que recue à la Zlatan; que o encaixe nessa dinâmica diferente seja desenvolvido nos amistosos.


E você, o que espera ver nessa pré-temporada?