Não renovar com Ibrahimovic seria uma decisão certeira do United

Os rumores são os mesmos de sempre, o clube não dá tanta indicação de estar avançado nas conversas com alguém e isso gera uma angústia em relação a janela de transferências. Um nome, por sua vez, não pode passar em branco: Zlatan Ibrahimovic está prestes a ser dispensado, segundo fontes da Sky Sports. O veículo britânico divulgou que seu contrato não deve ser renovado e realmente isso é o mais provável de acontecer. Não é uma decisão tão simples e os dois lados da moeda podem ser compreendidos, então precisamos contextualizar.

ESPN.com.br | Sem renovação: Manchester United deve 'liberar' Ibrahimovic nesta sexta, diz TV

Para início de conversa, a primeira (e talvez última) temporada do atacante com a camisa do United não será esquecida - nem menosprezada. Ele chegou com 35 anos em um cenário pouco favorável, considerando que a equipe vinha de três anos super decepcionantes e a Inglaterra representava terra ainda não explorada pelo mesmo. Parte - pequena - da imprensa e alguns torcedores chegaram a questionar se o sueco conseguiria deixar sua marca habitual em um ambiente tão diferente dos que se acostumou a jogar. O resultado dessa experiência foi positivo, sem dúvidas.



Foram 28 gols, 8 assistências e - até a virada de 2017 - uma cara nova ao setor ofensivo. Éramos bem criativos, seus recuos para articular davam um toque de produção que esse time não tinha e a presença forte dentro da área foi inegável. Nos deu o título da EFL Cup, quando marcou duas vezes diante do Southampton e fez de tudo e mais um pouco em campo. Em ganhos subjetivos, com certeza trouxe um aprendizado considerável para os treinos e algumas peças do elenco vão tirar proveito disso por bastante tempo. E o aspecto do marketing feito com seu nome já caracteriza a contratação como um sucesso absoluto em termos de gestão - o famoso ROI (Return on Investment).

Entretanto, existem vários argumentos plausíveis a favor de sua saída. A própria idade já consiste em um ponto negativo; o declínio é totalmente natural nessa fase da carreira, junta-se uma lesão que deve tirá-lo dos gramados até 2018 e o panorama piora. Com isso podemos concluir que não se trata de alguém que traria retorno a médio ou longo prazo. Temos a chance de construir um ataque renovado e preparado para as próximas campanhas, portanto a continuidade de Ibra acabaria sendo contraprodutiva nesse sentido.



Curta o Old Trafford Brasil no Facebook



E o desempenho, apesar de convincente nas estatísticas, não foi tão consistente como desejávamos. Quem acompanhou semana após semana sabe que a queda foi brusca, depois de um início empolgante. O Zlatan dos últimos meses passou a ser um atleta de momentos, sendo crucial para algumas situações e bem comum (para o seu nível) durante a maior parte do tempo. Fora do campo, ele sempre expressou que era o clube quem devia algo ao profissional e não o contrário. "O United tem que condizer com minhas ambições", chegou a declarar em abril. Agora o jogo virou.


Getty Images
Getty Images

Fica o agradecimento, mas precisamos ser conscientes com o futuro: Zlatan não é necessário no clube


Podemos admitir essa realidade sem menosprezar uma das maiores estrelas do futebol mundial. O fato é que precisamos olhar pra frente - e as perspectivas envolvendo Ibrahimovic não animam. Que venha um reforço de peso para a posição e eu garanto que ninguém sentirá saudades.