United tem chances de contratar Neymar?

Na maioria dos casos, esse tipo de especulação não faz o menor sentido. Marca global, estrela tão grande quanto e aí fica fácil pra imprensa criar diversas histórias que chamam a atenção, mas pouco apresentam de conteúdo. Em um cenário lógico, você não acreditaria que o melhor jogador do mundo em 2017 chegaria a cogitar a troca do Barcelona pelo quinto colocado do Campeonato Inglês. É, realmente, extremamente difícil, mas alguns pontos precisam ser explorados para termos a noção de que existe, lá no fundo, um pouco de possibilidade. 


ESPN.com.br | Jornal: United quer pagar multa de R$ 672 milhões de Neymar e oferece salário de R$ 7 milhões


O que divulgou o jornal catalão Sport foi o seguinte: Mourinho e companhia estariam dispostos a desembolsar 174 milhões de libras (200 em euros) para contar com o brasileiro. O salário, fundamental para o atleta, seria de £21M por ano - 6 a mais em relação ao seu contrato atual e uma quantia menor apenas que a de Tevez, no Shanghai Shenhua. A grana em si não é um problema na ótica do camisa 11, mas é sempre bom somar isso ao fator tranquilidade com a fiscalização e impostos. A equação em termos econômicos pende em nosso favor.


Reprodução/Sport
Getty Images

Pode ser um rumor encomendado pra melhorar o contrato, mas o interesse por parte do United sempre existiu


Isso porque, apesar do números assustadores, a verba está aqui. Se o retorno no campo há algumas temporadas deixou de animar, os cofres do United nunca estiveram tão cheios. Os últimos relatórios confirmaram as otimistas previsões e os ganhos do clube marcaram história. Recebendo £515M em 2016, nos tornamos os primeiros do país a alcançar a casa dos quinhentos. Mesmo sem Champions e com uma escassez recente de títulos, superamos gigantes como Real Madrid e Bayern de Munique, que vão bem dentro e fora das quatro linhas.



Curta o Old Trafford Brasil no Facebook



As quase duzentas milhas que hipoteticamente sairiam representam uma negociação Pogba 2.0, quebrando a banca. É um investimento dobrado (o francês custou £89M), mas é essencial traçar um contexto ideal. A contratação do meia consistiu em 19.9% da receita de £395M, existente na época. Agora, essa porcentagem seria de 33% e ainda podemos recuperar uma parte com uma possível venda de Rooney para o futebol chinês. Não chega a ser aquele tipo de movimentação que coloca em risco a situação posterior. O que a marca do jogador traria em marketing compensaria financeiramente.



Dinheiro não é o fator decisivo para Neymar. Pelo menos enquanto joga no clube que sempre sonhou. Fosse o contrário, não teria negado o que Real Madrid e Paris Saint-Germain já ofereceram por ele. Ponto negativo aqui, então.



O máximo que aconteceria é vermos uma janela carente em outras posições, por exemplo. Você aceitaria essa "troca"? Difícil negar, dado que falamos de um potencial/realidade que marcará gerações - esse é o diferencial comparando com Griezmann, Bale e outros alvos factíveis. Uma proposta do lado vermelho de Manchester já foi feita, inclusive, em 2015, mas os blaugranas recusaram. Portanto, não é simplesmente chover no molhado; as intenções explícitas dos dirigentes se alinham com o que essa transação significaria. 



Por fim, é importante salientar que não acredito na vinda de Neymar. Nem em sua saída da Espanha, apesar da chance de ser "o cara" em uma equipe que não tenha Lionel Messi. O capitão e líder da seleção brasileira já cultivou uma enorme identificação no Camp Nou e está preparado para dominar o planeta sem sair do lugar. A evolução é visível, como essa campanha e a virada sobre o PSG mostraram. Está alcançando sua versão mais refinada e provavelmente não vai querer mexer no que tá dando certo. Por outro lado, é bom esclarecer que o esporte é imprevisível e esse negócio não é tão irreal quanto parece. Sonho distante, mas possível. Quem sabe um dia.