Boa fase do City passa diretamente por Sané

Uma das mais gratas revelações dos últimos anos e um dos jogadores mais desejados do mercado para o início da temporada 2016/17, Leroy Sané assinou com o City por £37 milhões em contratação junto ao Schalke, para desenvolver-se na Premier League sob o comando de Pep Guardiola.


O início do alemão no City pode ser qualificado como difícil. Sané precisou de um tempo para se adaptar à nova liga, ao novo clube e à nova filosofia de jogo. Para que se tenha uma ideia, Sané chegou até mesmo a ser reserva de Nolito em alguns momentos da temporada.


Como não poderia deixar de ser com os jogadores que o City adquire, não demorou muito para que surgissem questionamentos, sobretudo por parte da imprensa, sobre o valor de sua contratação e seu real potencial.


Mas nada como o tempo para fazer com que Sané se provasse uma contratação acertada e, mais do que isso, primordial para o bom desempenho do esquema do time.


Recuperado de lesão e aparentemente já adaptado à Premier League, Sané foi titular em oito dos últimos nove jogos em que o City não sabe o que é derrota em todas as competições. A única ocasião em que o winger não jogou foi no empate em 0 a 0 contra o Huddersfield pela FA Cup – oportunidade em que Pep achou melhor poupar o camisa 19.


O descanso valeu a pena. Três dias depois, diante do Monaco pela Champions, Sané teve aquela que foi provavelmente sua melhor atuação com a camisa do City até aqui. O gol após a assistência de Agüero, o quinto do City na partida, foi só a coroação de uma atuação espetacular, em que Sané só não fez chover pelo lado esquerdo do campo.



Curta o Manchester Connection no Facebook



Aliás, as boas atuações de Sané passam também pelo seu entrosamento com David Silva e Sterling. No caso do primeiro, tem sido ótimo ver o que a parceria entre um bom passador e um ponta rápido e habilidoso pode render. O gol de ontem, diante do Sunderland, foi só mais uma demonstração disso.


Embora joguem em lados opostos do campo, Sterling e Sané têm mostrado uma afinação perfeita. Não é nada difícil ver um dos dois trazendo a bola para o meio, enquanto o outro entra rasgando em alta velocidade para dentro da área e posicionando-se como um segundo centroavante para tentar a finalização.


Getty
Getty

Ver Sané comemorando gol tem sido comum em 2017


E ainda que Sané seja um jogador de lado de campo, que procure sempre assistir a seus companheiros, ele ainda tem mostrado uma veia artilheira nestes últimos jogos. De janeiro pra cá, Leroy acumula gols contra Tottenham, Crystal Palace, Monaco, Huddersfield e Sunderland.


Em agosto do ano passado, Sané escolheu vir para o City para evoluir e alcançar seu potencial pleno sob o comando de Pep. Hoje, as escolhas, tanto do clube em buscá-lo quanto do jogador em vir para cá, não podem mais ser contestadas. 


Siga @javierfreitas