Aleix García, o futuro dono do meio de campo do City

Não é de hoje que Aleix García chama a atenção da torcida por ser um dos jovens mais promissores e talentosos das categorias de base a subir para o time profissional do City.


Com apenas 19 anos, o espanhol já impressiona pela grande capacidade de leitura de jogo e visão apurada na hora do passe. Na última segunda-feira, contra o Huddersfield em jogo válido pela FA Cup, tivemos mais uma chance de ver uma das joias do City em ação – e ele não desapontou.


Foi a primeira vez que García entrou em campo como titular desde o final de Outubro, na derrota para o United por 1 a 0 pela EFL Cup em Old Trafford. Antes disso, em Setembro, o meia já havia entregado uma ótima atuação na vitória contra o Swansea por 2 a 1 em Gales, também pela Copa da Liga.


Contra o Huddersfield, Aleix García fez exatamente tudo o que se espera de um meio-campista de alto nível: defendeu, atacou, passou com eficiência e controlou o ritmo quando tinha a posse de bola.


Man City
Man City

Olho nele!


O jogo desta segunda nos proporcionou ver Aleix ligeiramente mais recuado. Não que isso seja necessariamente difícil de ver, mas, dado o fato de que Fernandinho estava em campo, parecia mais provável ver o espanhol jogando mais junto de Kevin De Bruyne e emulando David Silva.


Entretanto, o que se viu foi Aleix García ocupando tantos espaços quanto possível e disputando cada bola no meio de campo. Tanto que não foi nada raro vê-lo dando carrinhos e executando desarmes perfeitos na intermediária defensiva durante o jogo. Aliás, a primeira bola que García ganhou para o City durante o jogo foi num lance de cabeça contra um jogador consideravelmente mais alto que ele.


Como consequência disso, ninguém no setor tocou mais na bola do que o camisa 75. Com 106 toques na bola e 95 passes, Aleix García pode não ter feito gol ou dado uma assistência na vitória por 5 a 1, mas certamente foi o catalisador das ações do meio de campo, tendo sido absolutamente vital no triunfo do City.



Curta o Manchester Connection no Facebook



Questionado sobre esse posicionamento, García disse não ver problema, já que tem jogado naquela faixa do campo desde que chegou ao clube. Além disso, o meia ainda diz que tal função lhe dá muita liberdade em campo para poder ajudar o time da melhor forma possível. Tendo sido o jogador que mais tocou na bola contra o Huddersfield, não podemos dizer que ele está errado.


A tranquilidade e a segurança que ele passou durante os 90 minutos em uma partida em que o City precisou sair de trás no placar para buscar o resultado positivo também é um ponto a ser destacado, pois mostra maturidade – o que é ainda mais animador quando vemos que tal virtude se faz destacar em um atleta de tão pouca idade.


A desenvolver seu potencial, sabendo que os outros nomes do City para a função não estão ficando mais jovens a cada dia que passa, parece ser apenas uma questão de tempo para que Aleix García seja uma das principais estrelas desse time.


Siga @javierfreitas