Sai uruca! Lyon bate Monaco em plena sexta-feira 13

Na sexta-feira 13, o Lyon recebeu o vice-líder Monaco, no Groupama Stadium. A partida valeu pela abertura da nona rodada da Ligue 1, com os lioneses interrompendo a sequência ruim de cinco partidas sem vitórias (4 empates, 1 derrota), somados resultados de Ligue 1/Europa League.


Retornando de data FIFA e visando jogos de competições europeias no meio desta semana, os treinadores Bruno Génésio (Lyon) e Leonardo Jardim (Monaco) promoveram rotações entre os titulares.


O adversário – Monaco


Fundado em 1924, a Association Sportive de Monaco Football Club representa o Principado de Monaco, microestado ou cidade-estado soberana, localizada na região de Riviera francesa (Costa Azul), à beira do Mar Mediterrâneo e ao sul do território francês. O Principado é politicamente independente da França, ainda que situado geograficamente dentro do país.


Getty
Getty

Reforço do Monaco para esta temporada, Keita Baldé (a frente) disputa lance com o lionês Tousart


A agremiação futebolística do Monaco é tradicional em âmbitos francês e europeu, sendo que a equipe defende o título da Ligue 1, feito que configurou a oitava glória na liga nacional francesa. Os monagescos acumulam ainda cinco taças de Copa da França e uma da Copa da Liga.


Em âmbito continental o Monaco já foi vice-campeão da Champions League. A equipe foi derrotada pelo Porto de José Mourinho, na final da UCL 03/04, ocasião em que o ataque monagesco era formado por Morientes (ex-Real Madrid) e Giuly (ex-Barcelona). Na temporada passada, chegou até a semifinal, quando foi derrotado pela Juventus.


A agremiação do Principado sempre ostenta em seu elenco nomes importantes do futebol mundial. Foi a porta de entrada na Europa para o liberiano George Weah (ex-PSG, Milan), vencedor da Bola de Ouro 1995. Contou com brasileiros como Sonny Anderson (ex-Barcelona, Lyon), Nenê (ex-PSG, atual Vasco) e Maicon (ex-Internazionale, Manchester City, seleção brasileira). O treinador Ricardo Gomes dirigiu a equipe entre 2007 e 2009.


Dentre ícones franceses, atuaram pelo clube nomes como Claude Puel, Lilian Thuram, Thierry Henry, David Trezeguet e Youri Djorkaeff.


Lyon 3x2 Monaco


Génésio mandou a campo um miolo de zaga reserva. Diakhaby e Yanga-Mbiwa se viram na zaga central, com Marcelo suspenso e Morel poupado. À frente, com 10 minutos, o Lyon obteve duas bolas na trave com Tousart e Mariano Díaz, pressionando o goleiro Subasić.


No minuto 11, Mariano abriu o placar após grande jogada de Fekir pela ponta esquerda. Rony Lopes empatou para o Monaco seis minutos depois. No minuto 23, Fekir fez 2x1 para o Lyon após boa triangulação pela esquerda. Aos 34 minutos, Adama Traoré igualou para o Monaco. 


Getty
Getty

Fekir, o capitão do Lyon, tem sido decisivo


A segunda etapa transcorreu de forma mais dura e com muitas faltas. A vulnerabilidade defensiva de ambos os lados era evidente. O Lyon encontrava espaços pelo setor direito da defesa monagesca, que, por sua vez, não teve o lateral titular Djibril Sidibé.


A vitória lionesa veio no último lance, com Fekir convertendo cobrança de falta magistral, já nos acréscimos.


Qual o problema do Lyon?


A partir do retrospecto desta relatada partida, com 22 finalizações lionesas (contra 14 do Monaco), 7 em gol (3 ou 4 bolas na trave) e 3 convertidas, pode-se dizer que ataque do Lyon é funcional (dados do L’Équipe). O problema tem sido a inconstância nas peças que formam a defesa.


O miolo de zaga reserva (Diakhaby/Mbiwa) iria oscilar, tanto que Rony Lopes invadiu a defesa lionesa sozinho e Adama Traoré finalizou livre, nos dois gols do Monaco. O miolo de zaga titular (Marcelo/Morel) também não é um primor. Basta lembrarmos que o PSG venceu o clássico contra o Lyon, devido a dois gols contra de Marcelo/Morel.


Ainda sem os jogos destes sábado/domingo realizados, o Lyon se vê com o terceiro melhor ataque do torneio (20 gols), atrás de PSG (27 gols) e Monaco (24 gols). Em contraparte o time lionês ocupa o “Z3” das piores defesas. Lyon e Toulouse sofreram 15 gols, ao passo que só não conseguem ser piores que o Dijon (17 gols sofridos).


Se por um lado o ataque lionês tem funcionado, por outro o sistema defensivo talvez só ganhe coesão com o time jogando frequentemente. Defesas se tornam confiáveis com entrosamento e sequência de jogos, para o bem e para o mal (eventuais gols contra inclusos)


A oscilação no setor era previsível, a partir do momento em que o Lyon liberou Maxime Gonalons para a Roma, antes da temporada começar. Gonalons era o primeiro homem de meio-campo, cuja lacuna foi preenchida por Tousart, capitão das seleções de base da França que por sua vez, vinha sendo preparado para tal.


Em meio a última data FIFA, o presidente Jean-Michel Aulas se gabou publicamente das finanças em dia do clube. Durante a janela de verão Aulas contratou três laterais (Tete, Mendy, Marçal) e apenas um zagueiro de área (Marcelo), ao passo que liberou Mammana ao receber oferta irrecusável do Zenit.


Enquanto a janela de verão se desenrolou Aulas sondou/monitorou três zagueiros de seleção francesa (Zouma, Mangala, Sakho), sem concretizar a contratação de nenhum deles. Adquirir um defensor world class será obrigação na janela de inverno. O problema do Lyon não é treinador.



La balle de Lyou


- A vitória fez com que o Lyon chegasse aos 16 pontos, tal qual Nantes e Olympique Marselha. O Nantes visita o Bordeaux em tradicional confronto na manhã de domingo, ao passo que o Marselha visitará o Strasbourg, no encerramento da rodada 9.


- Mariano e Fekir ocupam o terceiro posto da artilharia da Ligue 1, com sete gols cada. Poupado para o confronto, o monagesco Falcao García segue no topo com doze gols, seguido por Cavani (PSG) com oito gols. Cavani não foi relacionado para o confronto entre PSG x Dijon, neste sábado.


- O Lyon volta a campo nesta quinta-feira, pela terceira rodada da fase de grupos da Europa League. Os lioneses visitarão o inglês Everton no Goodison Park de Liverpool. Com 2 pontos, o Lyon se vê na vice-liderança do grupo E da EL.


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Twitter @Immortal_Kazuo