Lyon: raio-x dos adversários na Liga Europa

Na última sexta-feira, a UEFA realizou o sorteio dos grupos da primeira fase da Europa League 2017/2018. O Lyon caiu no grupo E, juntamente com Everton, Atalanta e Apollon Limassol.


O grupo é duríssimo, levando-se em conta que o Everton se tornou uma força ascendente na Premier League nos últimos anos e a Atalanta, apesar de não ser figura frequente em torneios europeus, demanda cautela extrema quando atua em seus domínios.


Getty
Getty

Em busca da Europa League


O presidente lionês Jean-Michel Aulas destacou as distâncias dos campos dos oponentes (Liverpool/Inglaterra, Bérgamo/Itália e Limassol/Chipre), as quais não implicarão em viagens muito longas. Times que vão enfrentar adversários turcos, russos ou israelenses, por exemplo, irão se submeter a trajetos mais extensos.


É preciso enfatizar o calendário apertado da EL. A partir de fevereiro de 2018, a competição tem uma fase a mais no mata-mata do que a Champions League - inicia-se na fase 32-avos de final.


Enquanto os times do mata-mata da UCL disputam os jogos divididos em dois dias por semana, entre duas semanas seguidas, os times da EL fazem jogos de ida e volta em duas semanas subsequentes.


A final da competição acontecerá no dia 16 de maio de 2018 na casa do Lyon, no Groupama Stadium.


Confira os adversários do Lyon no grupo E


Everton (Inglaterra)


Lyon e Everton carregam consigo favoritismo para a obtenção das duas vagas para o mata-mata do grupo E. No entanto a equipe inglesa comandada pelo holandês Ronald Koeman ostenta elenco forte, que poderia realizar bom papel na Champions League.


Getty
Getty

Rooney atuando pelo Everton nas primeiras rodadas da Premier League 17/18


Tais quais os outros médios/pequenos ingleses, o Everton foi privilegiado pelos valores pagos em direitos de transmissões, que se tornaram mais atrativos na Inglaterra desde 2016. Sétimo colocado na última edição da Premier League, Koeman manteve seu time base, lucrou com a negociação de Lukaku (Manchester United/60 milhões euros) e ainda obteve Wayne Rooney de volta ao clube que o revelou.


Os toffees azuis de Liverpool buscam maiores glórias europeias. Porém, a agremiação é campeã da antiga UEFA European Cup Winners Cup na temporada 84/85, tendo vencido o Rapid Viena na final. A CWC foi extinta em 1999 e aglutinada com a então Taça UEFA (hoje Europa League).


O Everton é nove vezes campeão inglês e pentacampeão da FA Cup. No quesito tradição, a equipe ostenta a camisa mais pesada do grupo.


Atalanta (Itália)


Agremiação de Bérgamo na Lombardia, a Atalanta obteve um surpreendente quarto lugar na última edição da Serie A . A equipe tem menos tradição que Napoli, Roma, Lazio ou Fiorentina, entretanto, como qualquer time italiano, a Atalanta é dificílima de ser batida em seu estádio - o Atleti Azurri, com capacidade para 21 mil pessoas.


Sua maior glória foi a Coppa Itália 62/63, valendo ressaltar seus seis acessos da Série B já obtidos. A última volta à Serie A ocorreu na temporada 2010/2011. Por outro lado, a Atalanta já foi semifinalista da citada e extinta European Cup Winners Cup, na edição 87/88, eliminada pelo belga Mechelen. 


Getty
Getty

Gian Pero Gasperini, treinador da Atalanta


Em relação a última temporada, a equipe do treinador Gian Pero Gasperini (ex-Internazionale, Palermo, Genoa) perdeu o meia marfinês (e destaque) Franck Kessié, cedido ao Milan por empréstimo. O plantel conta com dois brasileiros: Rafael Tolói (zagueiro) e João Schmit (meia), ambos ex-São Paulo.


A Atalanta não é candidata ao título da EL, mas se colocará como “franco atiradora”, capaz de atrapalhar a vida de Lyon e Everton.


Apollon Limassol (Chipre)


Getty
Getty

Formação titular do Apollon Limassol que eliminou o dinamarquês Midtjylland nos playoffs da Europa League, na última quinta-feira.


A curiosa equipe da cidade cipriota de Limassol é chamada de “Theos” (deuses), “Thrylos” (lendários) e “O Fygas” (o fugitivo). Os “deuses” ficaram na 3ª colocação do último campeonato cipriota, competição que já venceram em três ocasiões. O Apollon Limassol ainda elenca nove conquistas da Copa da Chipre em sua galeria de troféus.


O plantel do Apollon traz três jogadores brasileiros: o zagueiro Jander (ex-Marília, Juventude/RS, futebol português), o atacante Alex da Silva, ex-Genk (Bélgica), veterano no futebol cipriota, além do meia Alef (ex-Ponte Preta e Olympique Marselha B).


La balle de Lyou


- O primeiro desafio do Lyon na Europa League 17/18 será exatamente contra o Apollon Limassol, em território cipriota, no dia 14 de setembro.


- Pela quarta rodada da Ligue 1 no último sábado, os lioneses ficaram no 0x0 contra o Nantes. Encerraram a rodada ainda na 4ª colocação (8 pontos). O Lyon volta a campo pela Ligue 1 apenas em 9 de setembro, recebendo o Guingamp após a data FIFA de jogos de seleções.


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Twitter @Immortal_Kazuo