Lyon: qual é o hype em cima de Tolisso?

As manchetes sobre a possibilidade de transferência do meia Corentin “Coco” Tolisso se espalharam pela imprensa mundial nos últimos dias. Torcedores e jornalistas setoristas do alemão Bayern Munique parecem os mais desconfiados em relação ao interesse do clube bávaro no meio-campista do Lyon.


Aqui no Les Bad Gones passa muito longe de nós dar um “alerta de propaganda enganosa”, com intuito de encobrir um desejo de que Tolisso fique em Lyon. Eu o venderia pela metade dos 40 milhões de euros que a imprensa francesa afirma que Bayern e Milan estariam oferecendo pelo jogador.


Certa vez ouvi dizer que o Bayern tem a política administrativa de, a priori, não queimar mais de 30 milhões por qualquer atleta. Por outro lado, eles já o fizeram recentemente, pagando 40 milhões ao Athletic Bilbao, em 2012, pelo então promissor volante Javi Martínez, que, pós-Guardiola, não sabe mais se é volante, meia ou zagueiro. Para mim, o interesse em Tolisso não é blefe.


Admirável mundo novo (sem low playmakers disponíveis)


O Bayern e o futebol alemão vivem um panorama minimamente desolador, agora sem Schweinsteiger (em crepúsculo de carreira nos EUA) e o aposentado Phillipp Lahm, que, além de exímio lateral, foi um meio-campista convincente. Já Toni Kroos (Real Madrid) mostrou que não tem vontade alguma de retornar à Bavária.


Getty
Getty

Tolisso jogando pela seleção francesa


No contexto geral grandes meio-campistas centro campistas (como dizem na Espanha) ou low playmakers (como dizem na Inglaterra) da última geração estão encerrando as suas carreiras. Vide as trajetórias de Xavi, Pirlo e Iniesta, além dos já aposentados Gerrard, Lampard e Beckham. Dada a escassez de opções, o “desespero” do Bayern é compreensível.


Mas deixamos bem claro que muitos da função estão encerrando as carreiras, porém não é uma denúncia de espécie em extinção. O Manchester United ainda tem Ander Herrera/Pogba, o Chelsea ainda tem Kanté, o Manchester City ainda tem Fernandinho/Gündogan, a Juventus ainda tem Pjanić e o Real Madrid ainda tem Modrić/Isco. Eles só não serão liberados tão facilmente.


Tolisso por Tolisso


“Coco” Tolisso fez uma boa temporada 16/17 pelo Lyon, ostentando titularidade absoluta. Realizou 47 partidas, fez 14 gols e concedeu 7 assistências. Sua versatilidade chama a atenção, podendo personificar em campo um segundo volante dotado de qualidade para chegar ao ataque.


Mas, aos 22 anos, Tolisso não está em condições de ameaçar a titularidade de Matuidi, Moussa Sissoko, Kanté nem de Paul Pogba na seleção francesa. É a última opção que Didier Deschamps tem para o setor. Campeões franceses pelo Monaco, Tiemoué Bakayoko e Thomas Lemar parecem até mais prontos que Tolisso.


Por outro lado, o que parece pesar a favor de Tolisso, além do seu alarde público em querer disputar a próxima Champions League, é o pedigree das categorias de base lionesas. Ressaltamos aqui recentemente três longas listas de atletas revelados e projetados pelo Lyon nos últimos anos, sendo ela enorme: Michael Essien, Florent Malouda, Eric Abidal, Hugo Lloris, Karim Benzema, Samuel Umtiti (clique aqui, aqui e aqui).


Como seria no Bayern?


A chegada de Tolisso ao Bayern seria extremamente interessante. Teria um treinador que foi especialista em sua função quando jogador, sendo que Carlo Ancelotti já lapidou atletas como Pirlo, Gattuso, Seedorf e Kaká (Milan), além de Ramires e Malouda num Chelsea que ainda contava com Essien, Deco, Lampard e Ballack. Marco Verratti chegou ao PSG porque Ancelotti pediu.


Se Ancelotti resolver aplicar sua visão italiana de jogo, fixando Arturo Vidal como primeiro volante, Renato Sanches e Tolisso seriam funcionais ao redor do chileno, com o hispano-brasileiro Thiago Alcántara mais à frente.


Essa é a descrição do losango no meio-campo do 4-3-1-2 de Ancelotti, o qual já foi fundamento de sua tese na escola de treinadores de Coverciano, ressaltando que Carletto se valerá de variantes do meio para frente (Müller, Robben, Riberý). O ponto não é perguntar “o que Tolisso pode fazer?”, mas sim “o que Ancelotti pode fazer com Tolisso?”.


Torcedor do Bayern, lembre-se (ou saiba): Pirlo era um segundo atacante em inicio de carreira, praticamente dado de graça pela Internazionale ao Milan. Pirlo se tornou Pirlo com Ancelotti. Se você não se importar com falta de “hype” de Tolisso, ele pode, sim, ser funcional para o seu meio de campo.


Veja gols e lances de Tolisso



La balle de Lyou


- Na França, alguns juram que Mathieu Valbuena estaria em Istambul prestes a acertar sua transferência para o Fenerbahçe.


- Algumas notas a respeito de uma aproximação da diretoria lionesa à italiana Juventus também foram divulgadas. O interesse do Lyon estaria direcionado ao zagueiro marroquino Mehdi Benatia. O defensor ex-Roma e Bayern realizou apenas 21 partidas na temporada 16/17. Está avaliado em 15 milhões de euros. Nascido na França, Benatia (30 anos) já atuou por Olympique Marselha, Lorient e Clermont.


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Twitter @Immortal_Kazuo