Quatro sugestões de meio-campistas para o Lyon

O meia francês Mathieu Valbuena vinha sendo cortejado por clubes turcos antes mesmo da temporada 2016/2017 se encerrar. A imprensa francesa reporta que há boa oferta do Fenerbahçe, a qual pode tirar o meia do plantel do Lyon, e que inclusive pode se confirmar enquanto você estiver lendo este post.


Paralelo a isso, a semana se encerrou com a diretoria do Lyon recebendo duas ofertas pelo também meio-campista Corentin Tolisso. Os valores oferecidos aproximam-se dos 40 milhões de euros, com Bayern Munique e Milan demonstrando que gostariam de contar com os serviços do jogador de 22 anos.


Getty
Getty

Valbuena e Tolisso podem deixar o Lyon


Seguindo a linha de dois posts que fizemos anteriormente, oferecendo sugestões de contratações para a defesa lionesa e substituição de Lacazette, trazemos aqui quatro sugestões de jogadores de meio-campo para preencher as lacunas que podem ser deixadas por Valbuena e Tolisso.


Mais uma vez, os jogadores que serão citados não são nem rumores de contratação por parte do Lyon. Os atletas elencados são palpites genuínos do Les Bad Gones e obviamente o clube não expressou interesse oficial em nenhum deles, pelo menos não até agora. Novamente pedimos aos leitores atenção quando mencionamos: 1) “é palplite”, 2) “é rumor”, 3) “o clube tem interesse e 4) “o clube monitora o status do jogador”.


Os critérios adotados respeitam novamente: a) similaridades com o atleta que pode deixar o clube e b) realidade financeira atual do Lyon. Logo, não espere ver Dybala, Toni Kroos, Juan Mata, Gareth Bale, Pjanić, Fàbregas, Özil ou Paul Pogba.


1) Arda Turan
Naturalidade: Turquia
Posição: meio-campo
Clube: Barcelona (Espanha)


Obscurecido no Barcelona, o turco Arda Turan realmente convive com rumores de saída do Camp Nou, tendo o Arsenal como destino possível. Com 30 anos, Turan vinha em grande momento com o Atlético Madrid até o verão de 2015, quando foi negociado com o Barcelona.


Os termos do negócio foram conturbados, uma vez que os culés ofereceram contrato que poderia ter sido invalidado, caso Josep Bartomeu não se reelegesse em pleito que ocorreu na metade de 2015. O contrato previa devolução de Turan ao Atlético e reembolso do valor quase total, caso o opositor Joan Laporta vencesse.


Turan ainda esperou o início de 2016 para entrar em campo, pois o time catalão convivia com punição da FIFA em nome de irregularidades em suas categorias de base. Na ocasião o Barça ficou proibido por um ano de contratar jogadores para o time principal, em caso similar ao qual convive o Atlético Madrid atualmente.


Getty
Getty

Arda Turan nos tempos de Atlético, em derby contra o Real Madrid


Turan é um atleta físico e voluntarioso no aspecto defensivo, ainda que seja um meia ofensivo habilidoso de origem. A princípio um winger ambidestro, com predominância pela faixa esquerda de campo, Turan se adequou a funções defensivas durante sua estada no Atlético. Ao chegar ao Barça, acabou eclipsado pela onipresença do brasileiro Neymar.


O meia turco foi um dos jogadores mais importantes do plantel de Diego Simeone no Atlético Madrid do ciclo 2012-2015. Turan esteve presente nas conquistas da Europa League 11/12, Copa Del Rey 12/13 e liga espanhola 13/14. Formou interessante tridente ofensivo colchonero com Falcao García (Monaco) e o brasileiro Diego (Flamengo). Arda foi um dos atletas que melhor personificou o espírito aguerrido de “cholo” Simeone.


Se viesse para o Lyon, Turan seria uma mais vália tática, técnica e mental. Daria solidez psicológica a um time mentalmente “brando” (como se viu nos 4x1 impostos pelo Ajax nas semifinais da última EL), sendo ainda um jogador campeão da EL que o Lyon novamente disputará.


O meia ofereceria capacidade de posse de bola, mantendo qualidade de passe longo/tiro a longa distância (atributos de Valbuena). Apesar da titularidade de Neymar, Turan fez boa temporada 16/17 pelo Barça. Contabilizou 55 partidas, 15 gols e 11 assistências. As “férias” de Neymar prolongadas pela disputa das Olimpíadas 2016 garantiram titularidade ao jogador, que ainda computa 97 partidas e 16 gols pela seleção da Turquia.


Adquirido por 34 milhões de euros pelo Barcelona, Arda Turan desvalorizou cerca de 10 milhões. É uma aposta interessante a vários clubes europeus e o time que procurá-lo se defrontará com disputa acirrada.


Veja gols e lances de Arda Turan



2) Kevin Strootman
Naturalidade: Holanda
Posição: meio-campo
Clube: Roma (Itália)


Com contrato longo previsto para expirar em 2022, o holandês Kevin Strootman dificilmente sairá da italiana Roma. O atleta talvez seja nesta lsta o mais similar ao que Tolisso pode vir a ser (veja bem: pode). Foi titular absoluto pelos giallorossi na última temporada. Computou 45 jogos, 6 gols e 9 assistências.


Getty
Getty

Strootman atuando pela Roma


Hoje com 27 anos, Strootman era uma grande promessa da seleção holandesa para o Mundial 2014. Uma grave lesão tirou-o da Copa realizada no Brasil e sua ausência na reta final de preparação para o torneio fez com que o então treinador Louis Van Gaal reabilitasse Wesley Sneijder.


De lá pra cá, Strootman só conseguiu voltar a atuar no mesmo nível nesta última temporada. Até o início de 2014 o meia apresentou grande desenvoltura com a Roma, ainda sob comando do francês Rudi Garcia (Olympique Marselha). Pela seleção da Holanda, Strootman computa 35 jogos e 3 gols.


O meia pode atuar como segundo volante ou meia-ofensivo, centralizado ou pela faixa esquerda de campo. Iniciou a carreira pelo Sparta Roterdã, passando por Utretch e PSV Eindhoven, clube pelo qual venceu a Copa da Holanda 11/12 e Supercopa da Holanda 2012.


Strootman chegou à Roma em 2013 e no momento está avaliado em 25 milhões de euros.


Veja gols e lances de Strootman antes da lesão de 2014



3) Nicolás “Nico” Gaitán
Naturalidade: Argentina
Posição: meia-atacante
Clube: Atlético Madrid (Espanha)


O meia-atacante argentino Nicolás “Nico” Gaitán foi adquirido pelo Atlético Madrid como um dos principais reforços para a temporada 16/17. Contratado junto ao Benfica, Gaitán ainda não conseguiu corresponder no clube colchonero, valendo ressaltar seu currículo vitorioso em Lisboa (Portugal).


No Atlético o jogador concorre com jogadores, como Griezmann, Gameiro, Carrasco e Fernando Torres, valendo ressaltar que Gaitán pode atuar tanto como meia quanto como atacante, seja centralizado ou pelos lados do campo. Ainda assim, Gaitán computou 36 jogos, 4 gols e 5 assistências na temporada que se encerrou.


Getty
Getty

Gaitán atuando pelo Atlético Madrid


Revelado pelo Boca Juniors, Gaitán foi campeão do Torneio Apertura 2008. Jogando pelo Benfica entre 2010 e 2016, foi tricampeão da Liga Sagres, campeão da Copa de Portugal e pentacampeão da Copa da Liga portuguesa. Foi ainda duas vezes vice-campeão da Europa League nas edições 12/13 e 13/14, jogando pelos águias de Lisboa.


Pela seleção da Argentina, o atleta contabiliza 19 partidas e 2 gols, além de obscurecimento em nome da concorrência com jogadores como Lionel Messi, Angel Di María, Lavezzi, “Kun” Agüero ou Dybala. Se os citados vivessem noutra época, Gaitán talvez tivesse mais oportunidades.


Avaliado em 20 milhões de euros, Gaitán (27 anos) poderia suprir a ausência de Valbuena, representando também concorrência aos jogadores de ataque que o Lyon já possui. Sua rodagem internacional faz dele alguém mais experiente que Fekir, Cornet e Ghezzal.


Veja gols e lances de Gaitán ainda pelo Benfica



4) Éver Banega
Naturalidade: Argentina
Posição: meio-campo
Clube: Internazionale (Itália)


Um dos principais reforços adquiridos pela italiana Internazionale no início da temporada 2016/2017, o argentino Éver Banega vinha em grande fase pelo Sevilla, clube pelo qual foi bicampeão consecutivo da Europa League 14/15 e 15/16. Banega era um dos principais meias de Unai Emery (hoje PSG) na equipe andaluz.


A fase confusa pela qual a Inter de Milão passa em aspectos administrativos pode ser motivo de insatisfação para muitos atletas do bom elenco que foi montado no início da temporada. Avaliado em 16 milhões de euros, o nome de Banega já é relacionado ao Tigres, do México.


Getty
Getty

Banega (a frente) ainda jogando pelo Sevilla, na final da Europa League 15/16 contra o Liverpool


O meio-campista atua de forma centralizada, podendo ser utilizado como primeiro ou segundo volante, ou mesmo como meia ofensivo. Seus números pela Internazionale na temporada 16/17 apontam 33 partidas disputadas (não foi titular absoluto), 6 gols e 8 assistências.


Com passagens por Boca e Valencia, o meia foi campeão da Libertadores 2007 pelo clube argentino e campeão da Copa Del Rey 07/08 pelos ches espanhóis. Pela seleção da Argentina, Banega foi campeão Mundial sub 20 (2007), medalha de ouro nas Olimpíadas 2008 e vice-campeão da Copa América em 2015 e 2016. Computa 53 jogos pela seleção albiceleste (5 gols).


Seu tipo físico lembra muito o de Valbuena. A diferença é que o francês não tem aptidão para encargos defensivos. Idade, rodagem internacional e valor fazem de Banega uma opção interessante. Se viesse para o Lyon, seria ótima alternativa também para uma saída de Tolisso.


Por outro lado, Banega ameaçaria as titularidades de Gonalons e Fekir, este último encerrando a temporada como meia ofensivo centralizado.


Veja gols e lances de Banega, na época do Sevilla



La balle de Lyou


- Como sempre, agradecemos a presença dos leitores que prestigiaram em massa o último post, no qual mencionamos a seleção francesa. Responderemos alguns questionamentos extremamente válidos no próximo post, muito provavelmente voltando a falar da França após o amistoso contra Inglaterra, na terça-feira.


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Twitter @Immortal_Kazuo