Ajax 4x1 Lyon: lioneses foram vítimas do futebol total

Nós avisamos na véspera da partida: vamos respeitar o Ajax. O Lyon foi a Amsterdã (Holanda) enfrentar o Ajax na Johan Cruyff ArenA, pela partida de ida das semifinais da Europa League. A equipe lionesa acabou miseravelmente derrotada por 4x1, tendo um quadro duro a ser revertido já na próxima semana.


Todas as deficiências táticas da equipe de Bruno Génésio foram expostas. O primeiro gol holandês de Traoré saiu em lance de bola parada. O segundo gol anotado por Dolberg teve origem em rebatida equivocada do goleiro Anthony Lopes, culminando nos atacantes do Ajax posicionados e cientes de que a defesa lionesa joga adiantada.


Na segunda etapa, no terceiro gol holandês, Younes infiltrou-se no vácuo deixado por Maxwel Cornet, no setor direito do meio-campo/defesa lionês. No quarto gol, Ziyech tramou jogada também em sua ponta esquerda (direita da defesa do Lyon) para dar origem ao quarto gol do Ajax, o segundo de Traoré.


Getty
Getty

Valbuena celebra o gol único do Lyon anotado quando o Ajax já vencia por 3x0


O panorama foi similar à desastrosa partida contra o Lorient pela Ligue 1, em 10 de abril ocasião em que os lioneses foram derrotados pelo mesmo placar de 4x1. Espaços nas costas de Cornet foram aproveitados pelo adversário e Lopes também tomou as decisões erradas quando teve a bola nos pés.


Por que Génésio priorizou Cornet em vez de Rachid Ghezzal, que por sua vez só veio no decorrer da segunda etapa, não temos como responder. Cornet tem demonstrado problemas na recomposição há tempos. O movimento é necessário quando Jallet atua, uma vez que o lateral apoia muito o ataque.


Os problemas físicos de Tolisso (que surgiu como titular) e Lacazette, que entrou no final, não tem peso nesta derrota. O Lyon, como se diz no Brasil, levou o “nó tático” aplicado pelo treinador holandês Peter Bosz.


A partida de volta das semifinais da Europa League acontecerá no próximo dia 11/5, na França. O Ajax pode perder por até dois gols de diferença. O Lyon volta a campo pela Ligue 1 no próximo domingo, recebendo o Nantes no Parc Olympique Lyonnais.


Para ver os gols e ler a cobertura do jogo no site da ESPN Brasil, clique aqui!


La balle de Lyou


- O histórico lionês contra adversários holandeses em torneios europeus é ruim. Na Champions League 2002/2003, os lioneses perderam as duas partidas da fase de grupos para o Ajax, que venceu por 2x1 (Holanda) e 2x0 (França). Aquele Ajax trazia Ibrahimović, Pienaar, Van der Vaart e Maxwell, tendo impedido o Lyon de avançar ao mata-mata daquela edição.


- Já na edição 2004/2005 da UCL, o Lyon foi eliminado das quartas de final, nos pênaltis, pelo PSV Eindhoven. Na edição seguinte, o Lyon eliminou o PSV com placar agregado de 5x0 nas oitavas, mas foi eliminado pelo Milan na fase seguinte.


- O atropelo imposto pelo Lyon ao AZ, na fase 32-avos de final da presente Europa League, com agregado de 11x2 para os lioneses, não foi mais do que a obrigação. O AZ é o quinto colocado da Eredivisie. Seu elenco modesto sofreu na atual temporada, sendo obrigado a jogar torneios simultâneos - liga holandesa, Europa League e Copa da Holanda. O AZ foi derrotado na final da copa holandesa no último fim de semana.


- O nome do estádio Amsterdam ArenA foi rebatizado para (respeitando a grafia original em holandês) Johan Cruijff ArenA, no último dia 25 de abril. A mudança do nome obviamente se dá em tom de homenagem ao ídolo Johan Cruyff, morto em março de 2016.


- Agradecemos como sempre a participação dos leitores e as visitas dos torcedores e simpatizantes do Ajax no Brasil no último post. A Europa League dá oportunidades legais de falarmos aqui, sobre clubes internacionais supostamente pouco populares no Brasil. Também fizemos isso quando o Lyon enfrentou o Besiktas.


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Facebook e no Twitter @Immortal_Kazuo