Lyon 2x1 Besiktas: confusões e nervos de aço

O prelúdio não era dos melhores. O Lyon recebeu o turco Besiktas no Parc Olympique Lyonnais para o jogo de ida das quartas de final da Europa League, nesta quinta-feira. A vitória lionesa veio de virada em partida precedida por confusão entre torcedores e invasão de campo.


Getty
Getty

Policiais franceses e torcedores turcos em Lyon, antes da partida


A estimativa era de 15 mil torcedores do Besiktas em Lyon. Alguns confrontos entre turcos e lioneses já haviam ocorrido antes do certame. Minutos antes da partida, disparos de fogos de artifício do lado turco obrigaram os torcedores lioneses a se movimentarem para se protegerem. Isso já dentro das dependências do Parc OL.


Tal movimentação culminou com a torcida dentro do gramado do Parc OL, obrigando até o presidente Jean-Michel Aulas a descer das tribunas ao campo, para ajudar a controlar a situação. O apito inicial do confronto foi atrasado pela UEFA em 45 minutos.


Com a bola rolando...


O técnico Bruno Génésio se deparou com um Besiktas fechado, sendo que Senol Günes não teve o astro português Ricardo Quaresma nem no banco. O Besiktas apresentou variação 4-3-3/4-2-3-1, com marcação forte no meio e jogo pelos lados municiados pelo brasileiro Adriano adiantado pela esquerda, e Ryan Babel pela direita.


O outro brasileiro Anderson Talisca flutuava pelo centro, jogando como meia-atacante clássico. Em jogada iniciada numa cobrança de falta envolvendo Talisca e Babel, o holandês recebeu bola praticamente livre pela direita e abriu o placar para o Besiktas, aos 15 minutos. Anotar gol fora de casa era o que o Besiktas queria. A estratégia era similar a adotada no empate em 1x1, na partida de ida das oitavas de final, contra o Olympiacos, na Grécia.


A partida prosseguiu tensa, totalizando 40 faltas marcadas durante os 90 minutos. Foram distribuídos sete cartões amarelos, cinco para os lioneses (Rafael, Lacazette, Fekir, Valbuena e Jallet).


Getty
Getty

Tolisso comemora o gol de empate lionês


O empate surgiu apenas aos 83 minutos, com Tolisso valendo-se de lance de cobrança de falta de Valbuena. No minuto seguinte, Jérémy Morel aproveitou desatenção da defesa turca, protagonizada pelo zagueiro brasileiro Marcelo e o goleiro espanhol Fabrício.


O tridente ofensivo lionês pressionou quando Marcelo recuou a bola para Fabrício. Morel roubou a bola do arqueiro e fez o gol da virada. O espirito de luta do atletas do Lyon foi recompensado.


Cenas do próximo capítulo


Senol Günes montou plano de jogo aliando força física, capacidade defensiva e posse de bola. Atletas veteranos e de criatividade ficaram de fora da relação (Quaresma, Aboubakar, além do não inscrito na EL, Demba Ba).


Lateral de origem Adriano (ex-Sevilla, Barcelona) não foi adiantado como um ponta esquerda por acaso, nem Talisca recuado sem necessidade. Günes relacionou o volante canadense Atiba Hutchinson e o suíço de ascendência turca Gökhan Inler (que entrou no recorrer), priorizando o jogo físico.


Contanto que obtivessem um gol no campo do adversário, a estratégia estaria completa. E o Besiktas o fez. Eles sabem que podem superar adversidades em Istambul, tal qual na goleada por 4x1 imposta sobre o Olympiacos, no jogo de volta das oitavas de final. Uma vitória turca por 1x0 no jogo de volta na próxima quinta-feira, dará a classificação para as semifinais ao Besiktas. A virada do Lyon teve méritos, mas a euforia não pode tomar conta. 


Certa vez o jornalista Xico Sá comparou a Ilha do Retiro do Sport-PE à ilha de Lost, alusão à série de sucesso. O calor de um campo em Istambul, numa partida decisiva de torneio europeu, pode proporcionar a sensação asfixiante do deserto azul do planeta Maveth, da série “Marvel Agentes da SHIELD”. E serão necessários nervos de aço de agente secreto.


Veja os gols de Lyon 2x1 Besiktas



La balle de Lyou


- Segundo reportagem do site da ESPN Brasil, torcedores turcos foram detidos pela polícia francesa. Se as confusões de fato foram iniciadas pelos torcedores do Besiktas, a UEFA precisa puni-los de imediato. Entretanto, artefatos explosivos foram atirados também pelos torcedores do Lyon. 


- A partida entre Lyon x Besiktas era considerada de alto risco por autoridades na França. Além de recentes atentados terroristas que ocorreram na Europa nas últimas semanas, o país se prepara para o primeiro turno das eleições presidenciais, que acontecerá no dia 23/4. Disparidades entre simpatizantes da Frente Nacional (partido que representa a extrema direita francesa) e estrangeiros, são passíveis de eclodir.


- O Lyon volta a campo no domingo, visitando o Bastia pela rodada 33 da Ligue 1.


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Twitter @Immortal_Kazuo


 ATENÇÃO: quer ganhar uma camisa oficial do Lyon?


Projeto Atleta
Projeto Atleta

Inscreva-se na promoção exclusiva para o Instagram da Projeto Atleta e concorra!


A Projeto Atleta, empresa que presta assessoria de imprensa para desportistas de diversas modalidades, está sorteando uma camisa oficial do Lyon, temporada 2011/2012 (Adidas, tamanho G), importada da França. A promoção é válida apenas para o Instagram da Projeto Atleta @projeto.atleta


Para participar 1) siga a pagina da Projeto Atleta no Instagram, 2) curta a foto da promoção, 3) marque mais 2 pessoas (podem ser marcadas mais pessoas, mas o participante tem o nome computado apenas 1 vez). O resultado será divulgado no dia 20/4, data da partida de volta entre Lyon x Besiktas pela Europa League.