Quaresma, Talisca e 5 motivos para o Lyon respeitar o Besiktas

Nesta quinta-feira o Lyon receberá o turco Besiktas no Parc Olympique Lyonnais, em jogo de ida válido pelas quartas de final da Europa League. O Besiktas não está no torneio por acaso, chegando à competição vindo da Champions League, tal qual o próprio Lyon.


O time lionês foi o terceiro colocado do grupo H com 8 pontos (2 vitórias, 2 empates, 2 derrotas), superados por Juventus e Sevilla, com a equipe andaluz abrindo três pontos de distancia da equipe de Lyon.


O Besiktas quase se classificou para o mata-mata da UCL, na terceira colocação do grupo B com 7 pontos, um a menos que o Benfica. Com o Napoli disparado no grupo, houve uma briga entre três times pela segunda vaga, com os portugueses deixando Besiktas e Dynamo Kiev para trás. No mata-mata da EL, o Besikas eliminou Hapoel Be’er Sheva e Olympiacos, ao passo que o Lyon superou AZ Alkmaar e Roma.


A “arrogância brasileira”, defeito que por vezes se revela aqui ou ali, não é uma característica do Les Bad Gones. Neste blog brasileiro voltado ao futebol francês, nós sempre respeitamos e respeitaremos os adversários, até porque a França eliminou o Brasil de forma categórica nas Copas de 1986, 1998 e 2006.


Então confira cinco motivos para respeitar o Besiktas!


1) Fator campo


A Turquia se encontra na Europa mediterrânea, conhecida pelo exotismo de sua cultura. Diferente da maioria dos europeus, os turcos são demasiado passionais e demonstram uma verdadeira paixão por seus times e seu futebol. Jogar em Istambul pode ser similar a enfrentar Argentina em Buenos Aires, ou Sport-PE na Ilha do Retiro.


Getty
Getty

Formação titular do Besiktas que atuou em março contra o Olympiacos, na Vodafone Arena


Durante a fase de grupos da EL, o Manchester United foi derrotado pelo Fenerbahçe por 2x1 em Istambul, na quarta rodada. Os turcos conseguiram o primeiro gol com menos de 1 minuto de partida, junto à torcida ensandecida ao redor. Na coletiva pós-jogo José Mourinho afirmou que o adversário parecia jogar uma final de Champions League, ao passo que seus atletas jogavam um “amistoso de verão”.


Em certa oportunidade, Zico, ex-treinador do Fenerbahçe, afirmou que até os gestores dos clubes turcos agem de forma passional. Se “time a” construiu estádio de 50 mil pessoas, o “rival b” construirá um estádio para 55 mil. Se o “rival b” quer contratar o Messi, o “rival c” anuncia que quer Cristiano Ronaldo.


Tal qual Fenerbahçe e Galatasaray, o Besiktas também é de Istambul. Seu estádio é o Vodafone Arena que pode comportar 43.500 pessoas. O recorde de público foi exatamente na vítória por 4x1 sobre o Olympiacos, no último dia 16 de março. Estiveram presentes 37.699 pessoas.


2) Tradição


Junto a Galatasaray e Fenerbahçe, o Beskitas é um dos três grandes de Istambul. As três equipes disputam torneios continentais europeus com frequência, porém ainda procuram maior projeção e conquistas em âmbito europeu. 


O Besiktas, fundado em 1903, é mais antigo que o Galatasaray (1905) e Fenerbahçe (1907). Dentro da Turquia, o clube conquistou 14 edições da Süper Lig e 9 edições da Copa da Turquia. Nos torneios europeus o time chegou às quartas de final da UCL (ainda Copa dos Campeões) na edição 1986/1987.


Na Europa League a equipe também nunca foi além das quartas de final, tal qual na edição 2002/2003, ainda com o torneio nomeado Taça UEFA.


3) Atual campeão turco


No momento o Besiktas lidera a edição 2016/2017 da Süper Lig. O time carrega favoritismo para conquistar o bicampeonato da liga nacional turca. Foi o êxito do ano passado que lhe concedeu vaga direta para a atual edição da Champions League.


O contexto atual ainda aponta anulação do poder de fogo continental do Galatasaray, durante as temporadas 2016/2017 e 2017/2018. A equipe convive com punição imposta pela UEFA, por conta de irregularidades monetárias que feriram o fair play financeiro. O Galatasaray foi vetado de torneios continentais por duas temporadas, em decorrência de dívidas astronômicas.


O Besiktas deve surgir novamente nos torneios europeus na próxima temporada, e não será estranho se o Istambul Basaksehir, atual 2º colocado da Süper Lig, também conseguir vagas para UCL/EL.


4) Atletas rodados querendo provar algo


Nos últimos anos, o futebol turco se notabilizou enquanto mercado para craques em fim de carreira. Foram os casos de Drogba e Sneijder no Galatasaray, ou Van Persie e Podolski no Fenerbahçe. Tal mercado abrange “medalhões" diversos, como atletas superestimados ou promessas que não vingaram.


O grande nome do Besiktas na temporada é o atacante português Ricardo Quaresma, embalado pela conquista da EURO 2016 com sua seleção. Aos 33 anos, Quaresma elenca 38 partidas, 5 gols e 14 assistências. Assumiu protagonismo tardio após as saídas de Mario Gómez (Wolfsburg) e José Sosa (Milan), principais artífices do titulo turco de 2015/2016.


Getty
Getty

Ricardo Quaresma (de branco) em confronto contra o Benfica


O plantel ainda traz os atacantes Ryan Babel, Demba Ba e Vincent Aboubakar. O holandês Babel (30 anos, ex-Liverpool, La Coruña) chegou em janeiro, podendo ser considerado “promessa que nunca aconteceu”. Foi revelado pelo Ajax, tendo sido contemporâneo de Emanuelson, Van Der Vaart e Sneijder.


No Besiktas desde 2015, o senegalês Demba Ba foi negociado com o futebol chinês, mas retornou em janeiro por empréstimo. Ba teve passagem expressiva pela Inglaterra. Já o camaronês Aboubakar contabiliza 31 partidas e 14 gols na temporada. Está emprestado pelo Porto.


5) Brasileiros de destaque


O lateral ambidestro Adriano e o atacante Anderson Talisca são os grandes nomes brasileiros no plantel do treinador Senol Günes. Com 32 anos, Adriano é multi-campeão europeu por Sevilla e Barcelona, tendo vencido duas UCL junto aos culés e duas Taça UEFA com os andaluzes.


Getty
Getty

O brasileiro Adriano (a frente), ex-Sevilla e Barcelona


Adriano disputou 36 partidas (2 gols, 4 assistências) nesta temporada. Já Anderson Talisca está cedido por empréstimo pelo Benfica. Disputou 26 partidas, anotou 11 gols e concedeu 5 assistências. O atacante revelado pelo Bahia desperta interesse de outros clubes europeus.


Ainda integram o elenco turco os brasileiros Marcelo (zagueiro), revelado pelo Santos, ex-PSV Eindhoven e Hannover, e Rhodolfo (zagueiro) ex-São Paulo e Grêmio.


Coup d’oeil des rivaux


- O técnico Senol Günes já afirmou que o Lyon é quem carrega o favoritismo para o confronto contra sua equipe. Entretanto, Günes deixou claro que vê o inglês Manchester United como maior candidato à conquista da Europa League. Vale lembrar que Günes foi o treinador da seleção turca, terceira colocada na Copa de 2002.


- O último compromisso do Besiktas aconteceu no último sábado, pela rodada 27 da Süper Lig. A equipe visitou o Trabzonspor numa partida eletrizante, que acabou em 4x3 para o Besiktas. Aboubakar e Talisca anotaram gols. A equipe segue na primeira colocação com 61 pontos, cinco a mais que o vice-líder Istambul Basaksehir.


- Lyon x Besiktas entram em campo nesta quinta-feira 13/4, às 16 hr (horário de Brasília).


- Siga o blogueiro Alexandre Kazuo no Twitter @Immortal_Kazuo


ATENÇÃO: quer ganhar uma camisa oficial do Lyon?


Projeto Atleta
Projeto Atleta

Acesse o Instagram da Projeto Atleta e concorra!


A Projeto Atleta, empresa que presta assessoria de imprensa para desportistas de diversas modalidades, está sorteando uma camisa oficial do Lyon, temporada 2011/2012 (Adidas, tamanho G), importada da França. A promoção é válida apenas para o Instagram da Projeto Atleta @projeto.atleta


Para participar 1) siga a pagina da Projeto Atleta no Instagram, 2) curta a foto da promoção, 3) marque mais 2 pessoas (podem ser marcadas mais pessoas, mas o participante tem o nome computado apenas 1 vez). O resultado será divulgado no dia 20/4, data da partida de volta entre Lyon x Besiktas pela Europa League.