Destaques revelados/projetados pelo Lyon - Parte 2

O futebol francês se notabiliza por caracterizar polo formador e exportador de atletas. O fato da França ter colonizado países diversos em séculos passados contribui para o surgimento de jogadores portando duas cidadanias, algo que acontece com muitos atletas oriundos do continente africano.


O Lyon detém categorias de base sólidas, tal qual outros clubes tradicionais da França. Na década passada, ao ascender no cenário europeu sob comando de Jean-Michel Aulas, o clube passou a buscar atletas promissores, que poderiam ser revendidos posteriormente a centros futebolísticos europeus mais ricos.


Mesmo partindo, muitos destes jogadores se tornaram ídolos da torcida lionesa. Veja a parte 2 (de 3) da lista de jogadores revelados pelo Lyon ou que ganharam projeção, após atuarem pelo clube. Temos dois ídolos que não tiveram a sorte da “grande transferência” e um que se tornou world class!


4) Grégory Coupet
Naturalidade: França
Status atual: aposentado


Ídolo inquestionável do velho Gerland, o goleiro francês Grégory Coupet esteve presente exatamente nos sete títulos consecutivos conquistados pelo Lyon na Ligue 1, entre as temporadas 2001/2002 e 2007/2008.


Coupet foi contratado pelo Lyon junto ao rival Saint-Étienne na temporada 1997/1998, enquanto peça de reposição para Pascal Olmeta, goleiro renomado no futebol francês dos anos 1990. Ao fim de sua trajetória no Gerland, Coupet contabilizou 11 anos de agremiação lionesa e 462 partidas disputadas.


Getty
Getty

Grégory Coupet, o goleiro do heptacampeonato nacional


O arqueiro foi negociado junto ao espanhol Atlético de Madrid como reforço para a temporada 2008/2009. Naquela ocasião o Atléti retornava à Champions League após onze temporadas ausente. Coupet, no entanto, foi pouco aproveitado, com os colchoneros mantendo o argentino Leo Franco como titular absoluto.


No início de 2009, voltou à França contratado pelo Paris Saint-Germain, onde permaneceu até 2011, quando se aposentou. Na seleção francesa o goleiro disputou os Mundiais de 2002, 2006 e EURO 2008. Só não teve maior titularidade com a camisa bleu pela insistência dos treinadores em manter um já decadente Fabian Barthez.


Além dos sete títulos franceses com o Lyon, Coupet esteve presente nas conquistas da Copa da Liga francesa 2000/2001 e Copa da França 2007/2008. Na seleção francesa integrou os grupos campeões da Copa das Confederações 2001 e 2003.


Não há dúvida de que o Lyon o projetou, porém a opção de juntar-se ao Atlético naquela época talvez não tenha sido a melhor.


5) Sidney Govou
Naturalidade: França
Status atual: em atividade – clube: Limonest (França)


Atualmente com 37 anos, Sidney Govou ainda está em atividade integrando a equipe do Limonest, que disputa o Chamnpionat de France Amateur 2, equivalente à Série D do futebol francês. Segundo atacante ou atacante de lado de campo (right winger), Govou esteve presente nos sete títulos de Ligue 1 conquistados pelo Lyon.


O jogador foi revelado pelas categorias de base lionesas, tendo sido lançado na equipe principal na temporada 2000/2001. Realizou 390 partidas pelo clube do velho Gerland, tendo anotado 67 gols e concedido 29 assistências. Teve convocações para a seleção da França, contabilizando 50 jogos e 10 gols.


Getty
Getty

Govou (ao centro) cercado pelos brasileiros Roberto Carlos e Emerson em duelo contra o Real Madrid pela Champions League


No que diz respeito à carreira, possivelmente faltou ao atacante a grande oportunidade da transferência para um clube multimilionário. Govou conviveu com atletas de renome em sua posição e, com tantos similares, o mercado do período possivelmente observou-o como “mais um”.


Govou atuou na época de ascendência de nomes franceses como Ludovic Giuly, Sylvain Wiltord, Franck Ribery ou Samir Nasri. Tudo isso numa década em que Nicolas Anelka se viu valorizado no futebol inglês e Thierry Henry vivia suas melhores temporadas. Uma concorrência dura no setor ofensivo, algo similar àquela que a seleção francesa atual dispõe.


Após 11 anos no Lyon, Govou juntou-se ao grego Panathinaikos, onde jogou entre 2010 e 2011, protagonizando episódios extra-campo que o caracterizaram negativamente como “jogador baladeiro”. Voltou à França para o Evian e em 2013 assinou novamente com o Lyon, desta vez um vínculo para atuar exclusivamente com a equipe reserva.


Em 2014, Govou foi contratado pelo Monts d’Or Azergues (atual série D francesa), para jogar com o ali já também veterano e acima citado Giuly (ex-Barcelona, Monaco). Govou teve vínculo rompido após participar de um drinking game de internet. Em 2015, o atacante jogou no futebol norte-americano pelo FC Miami Champions na Premier Development League, equivalente à quarta divisão yankee.


Além dos sete títulos franceses com o Lyon, Govou foi campeão da Copa da Liga (2001) e Copa da França (2008). Com a seleção é campeão da Copa das Confederações (2003) e vice-campeão Mundial 2006.


6) Karim Benzema
Naturalidade: França
Status atual: em atividade – clube: Real Madrid (Espanha)


De ascendência argelina mas nascido na cidade de Lyon (França), o atacante Karim Benzema esteve presente no time do Lyon que conquistou os quatro últimos dos sete títulos nacionais consecutivos obtidos entre 2002 e 2008.


Benzema foi formado nas categorias de base do Lyon, integrando o Lyon B e sendo efetivado no time principal em 2004. Disputou 140 partidas vestindo a camisa lionesa, contabilizando 59 gols e 26 assistências. O atacante também elenca em seu currículo a conquista da Copa da França 2007/2008.


Getty
Getty

Benzema cercado pela dupla Vidic/Ferdinand do Manchester United em confronto de Champions League


No início da temporada 2009/2010, Benzema foi negociado com o Real Madrid por 35 milhões de euros. Foi a parte menos expressiva do pacote de contratações que marcou o retorno do presidente Florentino Pérez, pacote que incluiu Kaká e Cristiano Ronaldo. No entanto, Benzema tinha apenas 21 anos.


A chegada à maturidade se deu na temporada 2011/2012, em que o atacante fez 32 gols em 52 partidas disputadas pelos blancos, sob comando de José Mourinho. O Real Madrid acabou campeão espanhol, superando o Barcelona de Pep Guardiola. Benzema disputou a EURO 2012 pela seleção francesa, como principal atacante do time eliminado nas quartas de final.


O atual camisa 9 do Real Madrid teve preponderância na temporada 2013/2014, quando os galácticos cessaram o jejum de conquistas da Champions League, obtendo o décimo título europeu. Benzema estabelece proveitosa parceria de ataque com Cristiano Ronaldo, sendo que CR7 costuma votar no companheiro francês nas eleições para Bola de Ouro.


Confira 249 gols de Benzema anotados até março de 2016



Na Copa de 2014 Benzema era a referência técnica plena da França, eliminada nas quartas de final pela campeã Alemanha. No fim de 2015, o atacante se envolveu em problemas extra-campo de cunho judicial, celeumas que obrigaram a federação francesa a vetar sua participação na EURO 2016.


Benzema (hoje com 29 anos) estreou na seleção bleu em 28 de março de 2007. Computa 87 partidas disputadas e 29 gols anotados. O técnico Didier Deschamps não descarta voltar a convocá-lo, mas o retorno ao selecionado da França ainda não aconteceu.


Continua - não percam a última parte desta lista que deve surgir nas próximas semanas. Não teremos jogadores brasileiros nesta lista dos revelados/projetados, mas teremos algo sobre os brasileiros do Lyon em breve!


Para ler a parte 1 (de 3) desta lista clique aqui!