Lyon e o efeito Memphis Depay

Oito gols em duas partidas. Este é o número de gols anotados pelo Lyon, se somados os dois últimos confrontos da equipe: o 4x2 sobre a Roma pela Europa League e os 4x0 impostos no Toulouse, neste último domingo pela Ligue 1.


A partida que valeu pela rodada 29 da liga francesa ocorreu no Parc Olympique Lyonnais, mostrando um Lyon sólido. O treinador Bruno Génésio relacionou a maioria dos atletas presentes no compromisso diante da Roma, na quinta-feira anterior. O trio ofensivo Ghezzal/Lacazette/Valbuena iniciou no banco, com Ghezzal e Valbuena entrando no decorrer.


E no time titular também estava o holandês Memphis Depay, que não pode atuar pela EL por já ter sido inscrito pelo Manchester United. 100% fisicamente, Memphis anotou dois gols contra o Toulouse, com destaque ao quarto da contagem, em finalização a longa distância (cerca de 50 metros). 


Getty
Getty

Jallet (ao centro) comemora seu gol contra o Toulouse


No entanto o conjunto lionês se sobressaiu. Destaque no jogo contra a Roma, o veterano Christophe Jallet realizou partida esplendorosa. O lateral abriu o placar aos 36 minutos da primeira etapa e participou de forma efetiva da jogada que culminou no terceiro gol (aos 53 minutos), o primeiro anotado por Depay.


Grande parte das ações ofensivas se deram pela vulnerável faixa esquerda da defesa do Toulouse, o que justificou a efetividade de Jallet no setor direito do Lyon. O segundo gol anotado por Cornet (aos 47 minutos) também saiu pelo setor.


O resultado da partida deixou o Lyon com 50 pontos, ainda em quarto lugar na tabela da Ligue 1.


Efeito Memphis


Memphis contabiliza cinco gols e duas assistências, em nove partidas disputadas desde que chegou a Lyon, em janeiro. Muitos se perguntam por que o técnico José Mourinho liberou o holandês do Manchester United.


Pouco depois da negociação entre red devils e lioneses ter sido concluída, Mourinho ressaltou que precisam desvincular o futebol de Memphis de sua imagem, caracterizada por certos “cortes de cabelos” e certos “modelos de carros”.


Veja o golaço de Memphis, o quarto da vitória contra o Toulouse.



Mou elogiou o profissionalismo de Memphis, ressaltando à imprensa inglesa que há meses via-se em débito com o holandês e com Ashley Young, devido ao excesso de atletas de ataque para o lado de campo. O técnico lusitano afirmou que em dezembro último o “overbooking” contabilizava sete opções no United para apenas duas vagas.


Em Old Trafford, ao fim da primeira metade da atual temporada, Memphis perdeu espaço com o bom rendimento do francês Anthony Martial (pela esquerda) e com a afirmação do armênio Henrikh Mkhitaryan (pela direita).


Muita calma nessa hora...


A última semana do Lyon foi perfeita, porém ainda há muito em jogo. O Lyon passou da metade de duas semanas intensas. Tudo se iniciou com o empate diante do Bordeaux, na rodada 28 da Ligue 1.


Na sequência tivemos o 4x2 sobre a Roma e estes 4x0 sobre o Toulouse. Na próxima quinta-feira teremos a Roma novamente, na partida de volta das oitavas de final da Europa League, que acontecerá na capital italiana.


A Roma é obrigada a impôr dois gols de diferença, mas o Lyon ainda não obteve nada. Restam 90 minutos a serem jogados contra os giallorossi. O momento é de concentração, sem “subir no salto”.


Independente de classificação ou não na EL, a rodada 30 da Ligue 1 terá nada mais nada menos do que um PSG x Lyon, no próximo domingo 18/3.


Coup d’oeil des rivaux


- De olho na partida contra o Manchester City pela Champions League, na próxima quarta-feira, o Monaco, líder da Ligue 1 com 68 pontos, fez a lição de casa vencendo o Bordeaux por 2x1, sábado, no Principado. Os girondinos (6º lugar) estavam próximos do Lyon, que agora vê o Olympique Marselha (5º lugar) no retrovisor.


- Visitando o lanterna Lorient no encerramento da rodada 29 no domingo, um “opaco” PSG venceu por 2x1. Entretanto, após o 6x1 imposto pelo Barcelona o importante era “não despirocar”. Os parisienses se mantêm na vice-liderança (65 pontos), três pontos atrás do líder Monaco. No entanto, é preciso ressaltar que os monagescos dependem apenas de seus próprios resultados, para chegarem ao título.


- 3º colocado o Nice (62 pontos) só empatou com o Caen (2x2), na abertura da rodada 29 na sexta-feira. O time do brasileiro Dante sofre menos desgaste físico dentre os líderes, estando fora de competições europeias e copas francesas. Era o momento do Nice aproveitar o stress mental/sprint físico consumindo seus concorrentes.


- Rival histórico do Lyon, o Saint-Étienne se vê fora da zona de classificação para torneios europeus, na sétima colocação (41 pontos). A equipe alviverde apenas empatou com o Metz (2x2), também no domingo.