A genialidade de Coutinho reaparece na reta final de Premier League

A temporada 2016/17 da Premier League está chegando ao fim e a briga pelas primeiras posições está cada vez mais intensas. Ontem enfrentamos o Everton, nosso rival da cidade (dominada por nós), e vencemos com propriedade, por 3 a 1. Até aí tudo certo, clássico, vitória, boa partida, três pontos importantíssimos. Mas a chave da vitória foi a ótima atuação de Philippe Coutinho, que fez pura magia no gramado de Anfield Road.


Desde que voltou de lesão, lá em janeiro, Coutinho apresentou uma queda terrível em seu rendimento e não conseguia nem de longe ser o jogador que era antes de se lesionar - apontados por muitos como o melhor da Premier League até então.


Na seleção Brasileira, Coutinho enfim reencontrou seu bom futebol, marcando gol e atuando bem diante do Paraguai. Mas isso não era o suficiente, o nosso pequeno mágico precisava voltar a jogar bem pelo Liverpool, que depende muito dele, ao contrário da seleção.


O Everton era a nossa último grande adversário no campeonato e talvez o clima do jogo tenha feito o brasileiro voar em campo, apresentando o que todos esperam dele. Coutinho precisou apenas de 2 tentativas para marcar 1 gol, além de dar 1 assistência e criar 3 boas chances.


Saindo dos números, Coutinho participou muito bem taticamente, se movimentando da esquerda para a direita com frequência, levando assim a marcação, como foi no primeiro gol, marcado pro Sadio Mané. Outro ponto que vale destaque é a confiança que o nosso camisa 10 mostrava, coisa que não acontecia desde sua lesão.


Coutinho definitivamente acabou com o Everton.


Getty Images
Getty Images

Klopp é o primeiro treinador do Liverpool a vencer seus três primeiros Merseyside Derby na Premier League


Eu, como sempre criticando, vou dizer aqui que o brasileiro sempre apresentou um futebol inconstante, apesar da sua genialidade, e nessa reta final precisará jogar como nunca, esquecendo possível transferência para o Barcelona e todas as outras coisas que possam tirar o foco na missão atual, que é garantir vaga direta na UEFA Champions League.


Sem Lallana e Mané - o senegalês não preocupa tanto, mas ainda irá realizar exames -, ambos lesionados, e com Firmino dormindo em campo, como tem sido nos últimos jogos, a tarefa de Coutinho se tornou ainda mais difícil. Mas competência para isso todos nós sabemos que ele tem.


Nosso próximo adversário será o Bournemouth, na próxima quarta feira, dia 5, em Anfield Road.


PS: Barkley açougueiro e caneludo!


#YNWA #REDORDEAD #FICACOUTINHO #VAILIVERPOOL


Acompanhe tudo pela nossa FanPage Liverpool FC Brasil!