James Rodríguez no Liverpool: valeria a pena?

E a imprensa espanhola está noticiando, de maneira forte demais segundo fontes seguras, uma possível transferência da Espanha para a Inglaterra do colombiano artilheiro da Copa do Mundo de 2014 com 6 gols, e do ganhador do prêmio Puskas do mesmo ano, com o gol contra o Uruguai no Maraca.


Sim, o nome dele é James Rodríguez.


E o rumor reza que sua transferência do Real Modinha está encaminhada para um time que joga de vermelho, treina em Melwood, joga em Anfield e tem 5 Champions League.


Ó, dúvida cruel…


Prós: considero James um meia clássico, com um chute potente e colocado, que sabe bater muito bem na bola, tendo nesse quesito sua melhor qualidade. Um cara que sabe meter um Origi na cara do gol, - para ele perder a chance pateticamente - e que pode receber um passe quadrado do Clyne e tirar um gol do meio da rua da cartola.

É um cara novo, só 25 anos, que, se arrebentar com a camisa do Liverpool, ainda tem mercado. Ou seja, dá para fazer dinheiro. Nem que for para a China. No seu currículo, tem atuações brilhantes pelo Porto, pelo Monaco e até pelo Madrid, no seu primeiro ano no clube merengue. Depois, chegou Zidane e as chances do colombiano foram minguando, até sumirem de vez. Mas para chegar ao Real, o meia foi campeão um sem número de vezes no Porto e colecionou prêmios individuais por onde passou. Inclusive no Monaco, onde jogou 38 jogos e marcou 10 vezes.


Getty Images
Getty Images

'Rames' e a camisa vermelha. Combinam?


Contras: os mesmos rumores, que, repito, estão acima do normal para uma especulação (logo, acho difícil não terem fundamento), dizem que o Poolzão ofereceu 75 milhões de Euros por James. É muuuuito dinheiro. Dava para trazer 3 bons caras por esse valor, eu acho. Exemplo? Os notas 7 Lallana, Mané e Lovren não somaram essa quantia toda, juntos.

Outro ponto negativo: James não tem uma mobilidade notória, é um jogador que não tem a velocidade como sua grande aliada. Se já está sofrendo na La Liga, tenho medo do colombiano ficar vendo a bola passar longe dele na Premier, o tempo todo. Não chega a tanto, mas é um Ganso que fala castelhano. E a Premier se joga alucinadamente, dando tudo que se tem. Por fim, seu comportamento fora das quatro linhas não é admirável. Se exibe nas redes sociais em demasia, além de mostrar o dedo do meio para jornalistas (história fesquinha, aconteceu essa semana). Já andou reclamando também de ficar no banquillo no Madrid.


E aí, torcedor red? Nesses termos, você queria “Rames“com a camisa 8 do Geraldão?


Eu, particularmente, não.


Pelo caminhão de dinheiro e pela correria desvairada que é a Premier…