Leicester não sabe nem para onde correr

Getty Images
Getty Images

Claudio Ranieri demonstrou em expressões estar claramente preocupado com o time, porém tenta não passar isso para o elenco


Domingo, enfrentamos o Southampton na casa do adversário, no St. Mary’s Stadium. E perdemos por 3 a 0, em mais um jogo medíocre do Leicester. A zaga como sempre toda aberta, Simpson como sempre deixando passar tudo pelas costas dele, podia passar um ônibus que ele mesmo assim não o veria.


Morgan está em má fase também, Mahrez que é meio campo e nem volante é, tem mais tomadas de bola do que o zagueiro Morgan, que possui apenas uma função e não a cumpre da forma certa. Me soa bem preocupante dizer isso, um zagueiro não estar com um número superior de desarmes que um ala direito.


Acho que a calma e a confiança estão se tornando um mal para o Lester, pois estamos a 4 pontos da zona e continuam dizendo que não vamos cair. Para piorar, a diretoria vendeu o zagueiro/lateral, Luis Hernández, para o Málaga da Espanha. Estamos com o sistema defensivo ridículo, e Hernández era um dos que mais estava jogando, muito mais do que Simpson, e eles vendem um jogador, com a janela de transferência quase terminando, e nenhum nome na lista para substitui-lo ou alguém que arrume essa zona.


O Lester caminhou de uma zona de total conforto para o total desespero. O time parece que está se perdendo no caminho e isso me preocupa demais no jogo contra o Sevilla. Imagina a pressão de um jogo de oitavas de final de Champions nas costas, fora que os espanhóis vêm de boa fase. Ranieri continua se mostrando confiante nas entrevistas, mas ele tem que começar a ser mais realista também e botar algumas coisas para funcionarem.


Se estamos tomando muitos gols, com pouca posse de bola e poucas chances ao gol, é porque estamos perdendo a bola e não estamos conseguindo recuperá-la. Não sou a favor desse modo de jogo, mas que tal retrancar o time e jogar no contra-ataque, ou mesmo mudar a formação para que tenhamos mais controle da bola, um jogo mais pé no chão, e não ficar apenas jogando pelas laterais e cruzando a bola para o centro toda santa jogada.


Matty James se juntou ao Barnsley em um empréstimo até o final dessa temporada, um meio de campo que ajudou muito tempos atrás para a ascensão do time à primeira divisão, mas que não conseguiu acompanhar o ritmo da Premier League - típico jogador que se destaca apenas na segunda divisão entre outros times pequenos.


Próximo jogo é contra o Derby County na casa deles, pela FA Cup, e claramente, Ranieri vai usar o mesmo time reserva que usou contra o Everton, que, curiosamente, jogou melhor que o titular, principalmente Musa, que fez os dois gols da vitória e tem mostrar muito potencial.


Quem sabe Ranieri acorda e bota o nigeriano para jogar de vez.