Inter a caminho da China com muitas incertezas

Divulgação/Internazionale
Divulgação/Internazionale

É, mister, achou que seria fácil?


Finalizada a primeira parte da pré-temporada em Brunico, a Inter embarcou para a China nessa terça-feira, sobretudo, entre muitas incertezas. Enquanto o retiro no norte italiano foi muito breve, com pouco mais de uma semana de treinos e apenas dois amistosos, agora a equipe terá quatro compromissos em oito dias no continente asiático com ainda menos tempo de preparação.


Acima de tudo isso, porém, é que a um mês do início do campeonato o elenco não está nem mesmo próximo do ideal. Luciano Spalletti precisa trabalhar com jogadores no mercado, alguns em negociação e outros com propostas, sem contar que boa parte do grupo não está em boas condições físicas. Muitos chegaram em Brunico ao longo da última semana, já no final do retiro, e não terão trabalhos físicos fortes na Ásia.



- Jogadores relacionados para a turnê asiática


Goleiros: Handanovic, Padelli, Berni e Pissardo
Defensores: Ranocchia, Ansaldi (em recuperação), Murillo, Miranda, Valietti, D’Ambrosio, Skriniar, Nagatomo e Vanheusden
Meio-campistas: Gagliardini, Kondogbia, João Mário, Borja Valero, Emmers, Brozovic e Candreva
Atacantes: Jovetic, Icardi, Biabiany, Éder, Perisic, Rivas, Gabriel e Pinamonti



Vamos um a um. Ranocchia tem proposta do futebol inglês e seu agente procura clubes dispostos a pagarem o salário (€ 2,4M/ano líquido). Nagatomo, por falta de ofertas, tende a ficar e Spalletti vê utilidade no japonês. Kondogbia atrai muito interesse, mas poucos clubes estão determinados a chegar a um acordo com a Inter, que precisa de pelo menos € 25M para evitar uma minusvalenza (perda de capital). Brozovic é outro com interessados, mas as ofertas não agradaram o clube, que busca faturar mais de € 20M.


Jovetic é outra tarefa difícil para Piero Ausilio e Walter Sabatini, que já deixaram claro para o Sevilla: € 13M ou nada. Além disso, soma-se o seu alto salário líquido de € 3,5M, que é outro empecilho para os clubes. No mês passado, Biabiany rejeitou uma importante oferta do Sparta Praga de € 6M para a Inter, e recentemente não houve nenhuma novidade sobre outros interessados. A direção estuda até mesmo rescindir o contrato, o que vai depender muito da avaliação de Spalletti e a procura de outros clubes.


Já Gabriel foi oferecido para vários clubes, mas poucos estão dispostos a pagar o salário (€ 3M/ano) e dar um tempo de jogo considerável, enquanto o atacante busca espaço no time com o novo treinador e deixou boa impressão em Brunico. Perisic provavelmente é a negociação que mais trava o mercado interista, uma vez que a direção precisa de um reserva e sua saída obrigaria a contratação de mais um jogador importante. Por enquanto o Manchester United não correspondeu a avaliação do clube (€ 50M).


Divulgação/Internazionale
Divulgação/Internazionale

A promoção da turnê asiática da Inter, destaque para a nova patrocinadora SWM Motors e a trágica hashtag #InterIsComing


Enquanto isso, cinco garotos do time Primavera viajaram para a China: Pissardo, Valietti, Vanheusden, Emmers e Rivas, sendo que outros cinco ficaram em Milão - Sala, Rover, Zaniolo, Danso e Odgaard. Vanheusden é quem mais gera expectativa e foi bastante utilizado por Spalletti em Brunico. A tendência é que os outros retornem para a base, mas empréstimos não estão descartados, até porque Emmers e Rivas, por exemplo, também se destacaram.


Outra questão são os quase 20 jogadores sem idade para jogar no time sub-19 e que estão fora dos planos, grupo que inclui alguns com passagens pelo profissional, como Donkor, Yao, Belloni, Tassi, Zonta, Baldini, Camara, Longo e Manaj. Missão para Dario Baccin, o vice-diretor esportivo, responsável pelos empréstimos. Já Gnoukouri segue lutando contra o problema cardíaco e no momento não pode praticar nenhuma atividade física de grande esforço, permanecendo em repouso pelo menos até setembro.


No mercado de entrada, por ora nenhuma novidade sobre Dalbert (lateral brasileiro do Nice), que fez de tudo e mais um pouco - além do profissionalismo - para ser negociado, mas o clube francês pediu um tempo para a Inter e a transferência se alongará pelas próximas semanas. Nos últimos dias, a direção aumentou o interesse por Matías Vecino (meio-campista uruguaio da Fiorentina) e Keita Baldé (atacante senegalês da Lazio), que seriam duas peças complementares para o sistema com a aprovação de Spalletti. Ainda não há negociação oficial, e enquanto Vecino tem cláusula rescisória de € 24M válida até 10 de agosto, Keita tem contrato até junho de 2018 e está avaliado entre € 15-25M.


Relembrando, a Inter fará quatro partidas em oito dias pela turnê asiática. Nesta sexta-feira 21, às 8h35 de Brasília, enfrentará o Schalke 04 em Changzhou e depois terá o Lyon em Nanjing na segunda-feira 24, às 9h05 de Brasília, já pela International Champions Cup. Seguindo a competição amistosa, em Singapura jogará contra Bayern e Chelsea, respectivamente na quinta-feira 27 e no sábado 29, todos às 8h35 de Brasília. O final da preparação em agosto será na Pinetina e com dois amistosos no sul italiano, contra Villarreal (dia 6) e Bétis (dia 12). A Serie A, que ainda não tem calendário, começa no dia 19.