Inter: Pioli é mais um bode expiatório de uma diretoria confusa

Getty Images
Getty Images

Ma che c*zz*



F.C. Internazionale Milano comunica ter afastado o treinador Stefano Pioli e sua comissão técnica da direção da equipe principal. A Inter agradece Stefano e seus colaboradores pela dedicação e o trabalho duro durante os últimos meses nesta que tem se mostrado uma temporada difícil.


O atual treinador da Primavera, Stefano Vecchi, foi encarregado da gestão da equipe principal com efeito imediato para as outras três partidas restantes. A direção iniciará desde já a trabalhar em vista da próxima temporada.



Assim a Inter terminou a terça-feira. Depois de mais uma vergonha, o time folgou na segunda e treinou normalmente com Stefano Pioli na manhã da terça, enquanto Stefano Vecchi preparava a equipe Primavera para a última rodada da primeira fase do campeonato sub-19. Já a direção teve uma teleconferência com Zhang Jindong, e Javier Zanetti, Giovanni Gardini e Piero Ausilio tiveram que dar explicações ao chefe sobre a situação do time.


Não é uma decisão que surpreende, já que o próprio treinador tinha deixado seu cargo à disposição depois da derrota para o Crotone, mas na época recebeu voto de confiança. Pioli é mais um bode expiatório da direção, que não tem a menor ideia de como gerir o futebol do clube. Impotente há algum tempo, perdeu o controle depois da divisão do vestiário no empate contra o Torino antes da data Fifa de março e acumulou decisões ruins desde então.


Faltando três rodadas, não passa de uma humilhação para o treinador, e é difícil acreditar em uma reação dos jogadores por causa de mais uma demissão, especialmente depois do que fizeram em Gênova. Até parece que Massimo Moratti ainda frequenta a Pinetina. A responsabilidade não é somente dele, e por enquanto ficará por isso mesmo, sem expectativa de mudanças mais drásticas.


Getty Images
Getty Images

Onde você foi se meter, Saba?


E como confusão pouca é bobagem, no dia seguinte o bom Walter Sabatini, ex-diretor esportivo da Roma, foi apresentado como coordenador técnico da Suning Sports, acumulando funções pelos clubes de Zhang, inclusive na Inter. Tudo aconteceu com muita privacidade e sem nenhum vazamento pela imprensa italiana, que foi pega de surpresa assim como todos nós.


Não está claro qual será realmente sua posição na tomada de decisões no futebol da Inter, e qual a influência sobre o trabalho de Ausilio, mas não perderam a oportunidade de especularem milhões de coisas que não cabe ficar falando aqui. É uma demonstração de autoridade da Suning, mas não deixa de demonstrar mais uma vez a falta de planejamento. Ou talvez isso seja o início de um plano.


Mas enquanto a direção não for reorganizada, como definir melhor o papel de Ausilio, que tem acumulado funções e, como temos visto, não está fazendo um bom trabalho. Sem falar no diretor geral, ocupado interinamente por Liu Jun, que tem pouco conhecimento do futebol italiano e europeu, além do gerente de equipe, outro cargo temporariamente desativado depois da saída de Dejan Stankovic, e que pode ser ocupado novamente por Lele Oriali - inclusive, ele esteve no clube hoje com Giampiero Ventura, treinador da seleção italiana.


Esperando mais um final de temporada melancólico, vamos ver o que o futuro e a direção interista nos reserva para este verão.