Na estreia da Série B, vitória da superioridade técnica colorada

Ricardo Duarte
Ricardo Duarte

D'Ale abriu o placar e comemorou demais. Simbólico que o primeiro gol na Série B tenha sido dele


Convenhamos: o resultado foi melhor que o esperado. Após a perda do Gauchão pro Novo Hamburgo, a estreia do Colorado na Série B estava cercada de expectativas. E as piores possíveis, diga-se de passagem. Afinal, ver Fabinho como titular não aumenta as esperanças de ninguém, bem pelo contrário. Mas o time fez valer sua superioridade técnica sobre o Londrina e chegou ao 3x0 com certa facilidade. Poderia até ter feito mais, mas melhor que tenha parado por aí pra gente não começar a achar que está tudo certo no Inter.


Porque não está mesmo. O nosso 1º tempo foi digno do Gauchão. Se o Londrina não ameaçava, tampouco o Inter fazia melhor. Nosso primeiro arremate seria somente aos 20 minutos de jogo, na cobrança de pênalti de D’Alessandro que abriu o placar. Coletivamente, o time não rendeu bem e dependeu de uma grande jogada individual de Nico López pra ampliar: cortando da direita pro meio e batendo de fora da área.


O uruguaio, por sinal, acabaria sendo o maior destaque colorado na partida, com dois gols. O segundo viria logo nos primeiros minutos do 2º tempo: após receber um passe maravilhoso de Felipe Gutiérrez, Nico chutou cruzado pra definir a primeira vitória do Inter no Brasileirão. À propósito: que bela atuação teve o chileno na segunda etapa, quando saiu mais pro jogo e participou ativamente das jogadas ofensivas do Colorado.


Nico e Gutiérrez, junto com D’Ale, são a melhor representação da diferença técnica do Inter para os demais clubes da Série B. Calma, não estou menosprezando nenhum adversário nem afirmando que o Inter já subiu. Apenas destaco o investimento colorado no futebol, que resulta numa folha de pagamento milionária que permitiu ao clube manter Nico e D’Ale e ainda investir na contratação de Gutiérrez, um jogador que, pelo pouco que esteve em campo, já demonstrou possuir muitas qualidades.


Não é de um dia para o outro que o Inter de Zago se tornará um time 100% confiável, mas iniciar o Campeonato Brasileiro fazendo três pontos sem dúvida dá um novo ânimo pro torcedor que estava receoso após a perda do Gauchão (eu, inclusive). De minha parte, mesmo diante da evidente superioridade técnica demonstrada diante do Londrina, prefiro manter as expectativas lá embaixo: subir é o que importa, seja em 1º ou 4º lugar. Esse é o objetivo.


ESPN.com.br | Inter vence o Londrina em sua primeira partida na Série B



#VamoInter
#NadaVaiNosSeparar
#ClubeDoPovo